Educação de Goiás é destaque em seminário nacional

0
3598
Em Brasília, a secretária Raquel Teixeira falou sobre as ações e as ferramentas que contribuem para o aprimoramento da Educação no Estado
Muito além do papel pedagógico, as escolas  da rede estadual de Goiás exploram habilidades socioemocionais e se engajam para o desenvolvimento pleno de cada estudante da rede. O foco não é formar apenas um estudante, mas um cidadão. As ações e ferramentas que contribuem para esse objetivo foram apresentadas nesta terça-feira, 12/12, no projeto Summit: Experiências Exitosas na Educação Pública do País. O seminário, realizado pelo jornal Correio Braziliense, apresentou as experiências exitosas de Goiás, Pernambuco, Ceará e Distrito Federal.
À frente da terceira apresentação, Raquel Teixeira, falou sobre os sistemas de avaliação e as ferramentas que o sistema educacional de Goiás utiliza para aprimorar os resultados. Entre eles estão a Avaliação Dirigida Amostral (ADA) – que faz um diagnóstico pedagógico da rede e permite avaliar a progressão dos alunos -, o Sistema Integrado Goiás 360 – um painel de diagnóstico e mensuração em tempo real -, além do Caderno de Atividades Aprender +, as tutorias educacionais, e os projetos de inclusão social, que objetivam a equidade e caminham para alcançar a excelência na Educação goiana.
“Goiás tem um arsenal de medidas que funcionam como termômetros do ensino. Mais importante que isso são os remédios e um deles é o conjunto de cadernos Aprender +, que foi uma inovação sustentável e que no ano que vem vai trabalhar as questões sócioemocionais, fundamentais para a formação não só do aluno, mas também do cidadão. Nós trabalhamos muito pra ter uma escola inspiradora, que estimule o debate e o crescimento”, enfatizou a secretária.
Raquel frisou que é imprescindível criar um clima de valorização da escola uma vez que o sistema educacional é a forma de democratização das oportunidades. “São as oportunidades que são dadas para cada criança e jovem que as tornam adultos melhores e mais capacitados”.
Prova da preocupação de Goiás com essa valorização, que começa na base, é o apoio que a Seduce tem dado à educação infantil. Só em 2017 foram destinados mais de 21 milhões para 52 municípios prioritários. Valor para investimento em novas salas, mobiliário e equipamentos pedagógicos. “Estamos repassando recursos, dando formação para professores, ligando todos no nosso sistema de gestão (Sige) para que possamos acompanhar essas cidades. Poderíamos dizer que a educação infantil não é nossa responsabilidade. Mas a Educação é”, reforçou.
Conheça as ferramentas e ações goianas apresentadas no seminário: 
ADA
Desenvolvido pela Seduce em 2015, a Avaliação Dirigida Amostral (ADA), que em 2018 será Avaliação Dirigida Censitária, é aplicada bimestralmente em cada escola. As disciplinas abordadas são Português, Matemática, Ciências da Natureza. As avaliações são enviadas para a equipe pedagógica da Seduce, que tem sete dias para dar propostas e sugestões aos professores para que eles trabalhem as dificuldade detectadas. Isso permite avaliar a proficiência do aluno e o programa tem sido a referência pra a construção de material pedagógico de apoio. Por meio dessa avaliação, notou-se o avanço no ensino em Goiás.
Sistema Integrado Goiás 360
É uma ferramenta de acompanhamento e mensuração de desempenho e desenvolvimento dos alunos. Trata-se de um painel com todos os dados estatísticos e estratégicos em tempo real. A ferramenta oferece informações sobre alunos, professores, notas, frequência, problemas de violência na escola.
Caderno Aprender +
Projeto inovador e genuinamente goiano, o Caderno Aprender +, lançado em fevereiro de 2017, contém atividades de Português e Matemática. Este ano, foram entregues 474 mil exemplares das três edições do Aprender +. No ano que vem ele será ampliado e entregue para os alunos do 5º ano do Ensino fundamental até a 3º série do Ensino Médio. Não substitui livro didático, mas trabalha as expectativas de aprendizagens. Apesar de não ser obrigatório, o material tem mais de 70% de uso espontâneo pelos professores da rede. “Ter materiais estruturados é uma das causas de sucesso dos alunos”, disse Raquel.
Caravanas Aprender + 
Em maio deste ano, a Seduce uniu o Caderno Aprender + e o programa Enem Express em uma caravana, com o objetivo de promover e aprofundar o uso do material, além de estimular boas práticas de estudo e fornecer dicas para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Durante todo o ano de 2017, a caravana levou visitas pedagógicas e o Enem Express Móvel, por meio de aulas para 203.900 alunos, de 917 escolas, em todos os municípios goianos, percorrendo mais de 52 mil quilômetros. Alunos dos 5º e 9º anos do Ensino fundamental e da 3º série do ensino médio foram com contemplados com a iniciativa.
 
Tutorias educacionais 
Em 2017, foram mais de 4,5 mil acompanhamentos pedagógicos. Goiás tem um tutor para cada escola, que é visitada uma vez por semana. O tutor tem que conhecer todos os programas e ações da secretaria. “Ele chega na escola e faz interferências naquilo que ele sentir ou perceber que não está funcionando bem. Dessa forma, a secretaria passa a tomar conhecimento das dificuldades de cada unidade”, explicou Raquel. Esse sistema está sendo expandido para os municípios que têm pedido apoio.
Inclusão
A equidade é sempre um desafio. Para alcançá-la, a Seduce tem atendido 39 comunidades quilombolas em todo o Estado, tanto na zona rural quanto urbana, levando capacitação e instrumentos para melhorar o ensino. Em março deste ano, a secretaria entregou 200 tablets destinados a levar ensino técnico profissional aos estudantes kalunga das comunidades de Monte Alegre de Goiás, Cavalcante e Iaciara. Outro trabalho importante de inclusão é  o programa de assistência hospitalar e domiciliar que já levou  educação a mais de 18 mil alunos impossibilitados de frequentar a escola por doença ou outros motivos.

Estados em Destaque

Além de Raquel Teixeira, participaram do seminário como expositores os secretários de Educação Júlio Gregório Filho, apresentando casos de excelência pedagógica no Distrito Federal; Frederico da Costa Amancio, trazendo exemplos de sucesso em escolas de Pernambuco; e Antonio Idilvan Alencar, com experiências destacadas do Ceará. Como mediadora, a professora, jornalista e editora de Opinião do Correio, Dad Squarisi.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here