Iris recebe homenagem e diz que estará com PMDB na campanha

0
2229
Iris foi homenageado pelo diretório regional do PMDB no grande encontro estadual do partido

Atualizado em 21h40

Homenageado pelo diretório regional do PMDB no grande encontro estadual do partido em 2017, o prefeito de Goiânia, Iris Rezende, garantiu hoje que “vai estar mais presente com os companheiros” na sucessão estadual do ano que vem. “Não tenho ido aos encontros, mas assegurei que estaria presente no de Goiânia. Agora vou estar com vocês durante a campanha. Não vou ficar omisso, vamos lutar”, declarou Iris, acrescentando que “o PMDB não pode pensar que o Daniel (Vilela) já está eleito. Precisamos ir pra rua, trabalhar e buscar novas alianças”.

Prestigiado por aproximadamente 1,7 mil peemedebistas no Centro de Convenções de Goiânia, o evento serviu para ratificar a pré-candidatura do deputado federal Daniel Vilela, presidente do diretório regional, consolidando a decisão já manifestada nos encontros regionais. “O PMDB respira um ambiente de harmonia e entusiasmo”, ressaltou. O momento de maior emoção no evento ocorreu durante a exibição de um vídeo contando a trajetória político-administrativa do prefeito Iris Rezende, que completa 60 anos de vida pública em 2018. Sem conter as lágrimas, Iris agradeceu a homenagem de um “auditório qualificado por estar na oposição há 20 anos”.

Prefeito de Rio Verde, Paulo do Vale disse que Goiás clama por mudança em função da grande quantidade de promessas não cumpridas. “Temos no poder um ilusionista que não consegue mais disfarçar sua inoperância”. Já o prefeito de Quirinópolis, Gilmar Alves, destacou que o PMDB sempre teve candidato a governador e desta vez não será diferente. “A vitória do Daniel (Vilela) será a vitória dos prefeitos, dos vereadores, enfim, da base do partido e de Goiás”. Prefeita de Doverlândia, Zilda Machado (Zildinha) argumentou que a juventude e o preparo de Daniel irão promover uma guinada administrativa no Estado. “Daniel é humilde, acessível, e saberá governar para as pessoas”.

Ex-governador e atual prefeito de Mineiros, Agenor Rezende afirmou que Daniel Vilela dispõe de juízo e capacidade para montar chapas competitivas à Assembleia Legislativa, Câmara dos Deputados e Senado da República. Gustavo Mendanha, prefeito de Aparecida de Goiânia, lembrou que índice em pesquisa de opinião pública é o que menos importa nesse momento. “Quando fui escolhido pré-candidato em 2016, eu tinha cerca de 3% e saí vitorioso no primeiro turno. Imaginem o Daniel, que já conta com dois dígitos em todos os levantamentos feitos até agora”.

Leia também: Iris ao PMDB ‘Não podemos achar que Daniel já está eleito’

PMDB1
Lideranças reforçam nome de Daniel para pleito de 2018 (fotos Jackson Rodrigues)

Bancada estadual garante apoio ao pré-candidato

Os cinco deputados do PMDB que integram a bancada do partido na Assembleia Legislativa asseguraram apoio irrestrito ao nome de Daniel Vilela para a corrida ao Palácio das Esmeraldas em 2018. “Nós não vamos apenas ganhar a eleição, nós vamos retomar o poder para transformar a vida dos goianos”, observou Wagner Siqueira. “Para mudar Goiás só mesmo um partido forte, como o PMDB, e a juventude do Daniel (Vilela)”, disse José Nelto, líder da bancada.

“É muito importante o partido ter um nome como Daniel Vilela, sinônimo de energia e renovação na política”, destacou Lívio Luciano. “O nosso presidente tem feito um excelente trabalho e está preparado para o desafio”, ressaltou Bruno Peixoto. Já o deputado Paulo Cezar Martins fez questão de frisar a oxigenação promovida por Daniel Vilela desde o momento em que assumiu o comando do partido, em 2016. “Vocês colocaram o Daniel no diretório e ele correspondeu às expectativas. Podem ter certeza que ele saberá reconhecer o trabalho de todos caso chegue ao governo em 2018”.

Daniel Vilela
Daniel Vilela: “Sou grato às lideranças pelo sucesso alcançado nos 18 encontros regionais deste ano”

Daniel Vilela: “Não esperem que o poder suba à minha cabeça”

O discurso de encerramento do pré-candidato Daniel Vilela no encontro estadual do PMDB trouxe à tona um misto de agradecimento aos companheiros peemedebistas, com direito a rasgados elogios ao pai, Maguito Vilela, duras críticas ao atual governo e sinalizações sobre o plano de governo que será elaborado pelo partido em 2018. “Sou grato às lideranças pelo sucesso alcançado nos 18 encontros regionais deste ano, momento alto da democracia interna no PMDB”, afirmou.

Quando se referiu às razões que o levam a militar na política, Daniel citou a aguçada sensibilidade pública do pai, principalmente na área social. “Maguito é meu ídolo, meu conselheiro e melhor amigo. Não esperem que o poder suba à minha cabeça. Aprendi com meus pais que o mandato é passageiro e somente deve servir para promover ações voltadas aos mais necessitados”, acrescentou. O ex-prefeito de Aparecida ficou visivelmente emocionado.

Daniel Vilela foi enfático ao declarar que o momento é de mudança radical na forma de conduzir os destinos do governo de Goiás. “O PMDB jamais poderia, neste momento, terceirizar a sua responsabilidade. Nós temos totais condições de promover a mudança. A mudança de quem nunca esteve do lado de lá. De quem nunca compactuou com essa farsa que é o governo do PSDB”.

O deputado federal qualificou como “fantoche” o pré-candidato da base governista, vice-governador José Eliton, por ter alcançado um desempenho pífio nas funções públicas que exerceu no Estado. “Ele tem usado a máquina pública de forma ostensiva e mesmo assim não consegue decolar nos levantamentos. Este é um exemplo claro da insatisfação dos goianos com esse governo da enganação”.

Daniel disse que o PMDB já estruturou um grupo de especialistas para fazer um diagnóstico detalhado do Estado e, assim, iniciar um amplo debate com a sociedade goiana a partir de janeiro de 2018 para elaborar o plano de governo. “Chegou o momento de apresentarmos o melhor projeto, invertendo as prioridades e colocando fim ao personalismo que vem dominando o Estado há duas décadas. Queremos modernizar a concepção de governo no Estado, criando um ambiente de oportunidades para os talentos que temos no setor público e na iniciativa privada. Vamos apresentar um projeto grande para Goiás”.

O presidente do PMDB também fez uma defesa intransigente da necessidade do PMDB buscar alianças para estruturar o projeto da oposição em Goiás e disse que o foco do seu trabalho no comando do partido tem sido o diálogo permanente com outras siglas e lideranças políticas.

Pedro Chaves diz contar com exército do partido

Pré-candidato ao Senado da República, o deputado federal Pedro Chaves voltou a destacar a importância da militância peemedebista na consolidação do seu projeto político. “Após cinco mandatos na Câmara Federal, entendo que estou preparado para assumir esse desafio. Para isso conto com o apoio e a força do nosso exército”, argumentou.

Pedro Chaves relembrou que o PMDB está distante do poder há 20 anos e mesmo assim as obras realizadas pelo partido continuam vivas na cabeça de grande parte dos goianos. “Utilizamos o poder para promover bem-estar social e desenvolvimento. Ninguém jamais conseguirá anular essa marca na história de Goiás”. O deputado foi muito elogiado pelas lideranças e recebeu o apoio de quase todos os oradores, que elogiaram sua capacidade de trabalho e lealdade com o PMDB.

O encontro estadual do PMDB em 2017 reuniu centenas de prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e presidentes de diretórios. Cerca de 1,7 mil pessoas estiveram no local, enchendo o auditório e o também espaço do lado de fora reservado para almoço, que contava com um telão transmitindo ao vivo o evento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here