Goiás na Frente tem 45 ações voltadas para desenvolvimento econômico

0
525
Fotos: Jota Eurípedes

Com o programa Goiás na Frente, o Governo do Estado já entregou 20 projetos voltados ao cenário do desenvolvimento econômico. Outros 25 estão em andamento, totalizando 45 ações para a área. “Proporcionamos contribuição estratégica para o futuro das novas gerações. É um grande salto de desenvolvimento”, afirma o vice-governador e coordenador-geral do programa, Zé Eliton.

Entre as principais obras entregues, estão as novas unidades do Instituto Tecnológico de Goiás (Itego) em Aparecida de Goiânia, Formosa e Santo Antônio do Descoberto. Em Valparaíso de Goiás, as obras estão em andamento.

“Foi a partir dos esforços em garantir estabilidade econômica aos cofres do Estado que iniciamos grandes investimentos em inovação, tecnologia e capacitação profissional”, relata o vice-governador Zé Eliton, ao enfatizar ainda, que os Itegos são fundamentais para o desenvolvimento econômico do estado.

Fotos: Jota Eurípedes
Fotos: Jota Eurípedes

Até 2018, Goiás terá ao menos 30 Itegos aptos à educação profissional. Esse modelo permite uma aproximação maior com o setor empresarial nos diversos municípios de forma ágil, dinâmica e flexível.

Dos projetos concluídos, também estão as obras de pavimentação asfáltica e sinalização em Aragarças, Buriti de Goiás, Santa Fé de Goiás, Trindade, Itapuranga e Itaberaí. “O Estado se transformou em um grande canteiro de obras e benefícios sociais que vão aperfeiçoar, ainda mais, a qualidade de vida dos goianos”, destaca Zé Eliton.

Entre as principais obras em andamento, está a construção do Centro de Convenções de Anápolis. Somente neste projeto, o Goiás na Frente injetará recursos de R$ 41 milhões. “É uma obra importantíssima para o Estado. Anápolis é um dos grandes motores da economia do Centro-Oeste. Os investimentos do programa vão fortalecer ainda mais a importância do município”, avalia o vice-governador.

Anápolis também recebe a construção do Distrito Agroindustrial (Daia). Nessas obras, o programa investe R$ 8,1 milhões. Entre outras obras, o município também é contemplado com a ampliação do Instituto Tecnológico de Goiás (Itego), com recursos de R$ 1,2 milhão. Obras em todas as regiões com foco no desenvolvimento estão sendo realizadas.

Rede Itego

Fotos: Jota Eurípedes
Fotos: Jota Eurípedes

“Os Itegos são as principais ferramentas na descentralização da política de capacitação profissional em Goiás”, afirmou o vice-governador Zé Eliton, em Santo Antônio do Descoberto, onde, na companhia do governador Marconi Perillo, inaugurou no dia 14 de novembro o Instituto Tecnológico de Goiás (Itego) Sarah Luísa Lemos Kubitschek de Oliveira. Ele destacou investimentos em inovação e tecnologia.

“Proporcionamos uma importante contribuição para as gerações do presente e do futuro”, acrescentou Eliton ao falar das novas unidades que estão sendo construídas e serão entregues em breve. “Logo inauguraremos o Itego de Valparaíso de Goiás e tantos outros que auxiliarão na capacitação profissional de milhares de goianos”, disse.

Zé Eliton lembra que a ampliação da Rede Itego é realidade graças ao programa Inova Goiás, lançado pelo governo de Goiás em 2015, quando estava à frente da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SED).

A Rede Itego foi inaugurada em maio de 2000, com a instalação do Itego Sebastião de Siqueira, em Goiânia. Nesses 17 anos foram preenchidas mais de 600 mil vagas com as novas unidades e em conjunto com os Colégios Tecnológicos (Cotecs) vinculados. Com o novo modelo de gestão serão ofertadas em 2018 mais de 100 mil novas vagas, nas modalidades presencial e à distância.

Com a inauguração do Itego de Santo Antônio do Descoberto, Goiás atinge a marca de 19 Institutos Tecnológicos (Itegos) e 60 Colégios Tecnológicos (Cotecs – unidades descentralizadas ligadas aos Itegos e criadas de acordo com a demanda de uma determinada região).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here