Goiânia é a 2ª capital brasileira em geração de empregos

0
3347
Foto arquivo Tribuna do Planalto

A modernização trazida pela nova gestão da Prefeitura de Goiânia surtiu efeitos em 2017 e contribuiu para a geração de 4.316 novos postos de trabalho. Goiânia foi a segunda capital na geração de vagas no país, atrás apenas de São Paulo, e a quinta melhor dentre todas as cidades pesquisadas.

Os projetos que desburocratiram os serviços, como alvará Fácil, Mapa Digital Fácil e Uso do Solo Fácil, todos com o objetivo de destravar novos empreendimentos na capital, foram uma determinação do prefeito Iris Rezende.

Desde o início da atual gestão, a informatização do acesso a licenças, alvarás para liberação de obras, que geram emprego e renda e antes demoravam no mínimo 30 dias, e hoje são concedidas em até 24 horas, aceleraram o desenvolvimento local.

No lançamento de um dos programas no ano passado, o prefeito destacou que a determinação é colocar a tecnologia à serviço da população para diminuir a burocracia e promover acesso rápido aos serviços. “Neste ano lançaremos novos projetos e nosso objetivo é alcançar todas as áreas da administração municipal’.

Desde o lançamento do Alvará Fácil, em abril do ano passado, mais de mil engenheiros foram cadastrados, dois mil projetos liberados, com mais de 300 mil m2 de áreas aprovadas. O fim da burocracia gerou empregos e diminuiu as incertezas na economia goianiense.

Pesquisa

O levantamento realizado pelo portal Trabalho Hoje mostrou que dentre os 27 estados, 17 voltaram a criar vagas entre janeiro e novembro, incluindo Goiás que foi o quinto melhor, puxado por Goiânia, que também ficou em quinto lugar na classificação geral.

O fechamento de postos ainda ocorre em três estados do Norte, seis do Nordeste e um do Sudeste, o Rio de Janeiro. A pesquisa analisou os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, que contabiliza empregos com carteira assinada.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here