Centro Cultural UFG convida para visita guiada nesta quarta-feira

0
2660
Foto internet

Está em cartaz até 26, no Centro Cultural UFG, a mostra “Na escuridão do ateliê nasce a luz”, assinada pelo artista Luiz Mauro e com curadoria de Divino Sobral. Ao todo, são 18 obras que retratam os ambientes de criação de artistas como Rubem Valentim, Lygia Clark, Auguste Renoir, Roy Lichtenstein, entre outros. Nesta quarta-feira (24/1), às 20h, Mauro e Sobral farão uma visita guiada ao acervo, buscando dialogar com o público. A entrada é gratuita.

O artista aborda em sua produção a história da arte, a memória, a subjetividade e os espaços arquitetônicos. Para recriar os lugares dos outros, usa desenhos em papel que recebem camadas de nanquim e são finalizados com tinta a óleo. Como referência, ele busca fotografias de ateliês em acervos ou as solicita aos próprios artistas.

Uma das principais abordagens do trabalho de Mauro é a transposição de imagens documentais para o universo da pintura e do desenho. O curador da mostra observa que, na escolha das fotografias, um dos critérios é o alto contraste da luz entre o preto e o branco. “Isso é o que interessa a ele ao realizar a transposição das imagens fotográficas para outro suporte, com outros meios e com uma linguagem que transita entre desenho e pintura”, comenta Sobral.

Mauro começou a pensar esse trabalho em 1997, mas só o concretizou a partir de 2012, com a recriação do espaço de Claude Monet. Daí em diante criou a série Ateliê, exibida pela primeira vez em 2015, na Casa Europeia da Fotografia (Paris, França).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here