“UEG é a realização do sonho de um governo que arregaçou as mangas”, diz Marconi

0
1592
Foto: Mantovani Fernandes

“A Universidade Estadual de Goiás (UEG) é a realização do sonho de um governo que arregaçou as mangas para transformar o Estado no novo Goiás que vivemos hoje”, afirmou nesta sexta-feira (26) o governador Marconi Perillo ao inaugurar o novo e moderno prédio da instituição em Itaberaí. Acompanhado do vice-governador Zé Eliton e do reitor Haroldo Reimer, Marconi prestou contas das obras e ações de expansão da UEG em seus quatro mandatos e afirmou que a universidade ampliou sensivelmente a formação superior em Goiás, gerando emprego e renda e promovendo a cidadania.

“Ao longo desse tempo saltamos de 12 para 45 unidades da UEG, quase todas com sede própria, e já são 100 mil alunos formados graças a esta universidade pública de qualidade”, disse Marconi, que informou que “em breve teremos na UEG 100% das salas de aula e dos laboratórios climatizados”. A UEG está presente em 45 cidades, com 41 campos e 10 polos, ofertando 142 cursos de graduação (bacharelados, cursos superiores de tecnologia, licenciaturas, e cursos superiores não presenciais), 11 cursos de mestrado e dois de doutorado, além de 62 especializações.

O novo prédio da UEG, com área construída de 2,8 mil m², num terreno de 12 mil m², tem 18 salas climatizadas, cinco delas em formato de laboratório tecnológico com 180 computadores; laboratório pedagógico; auditório com capacidade para 103 lugares, com projetor multimídia; uma biblioteca com acervo online e cinco computadores para pesquisas. A obra recebeu R$ 6 milhões em investimentos do Programa Goiás na Frente.

Na avaliação do reitor da UEG, professor Haroldo Reimer, “se o governador não tivesse criado obras, ações e programas estratégicos, a UEG por si mesma, já seria um legado por demais importante” para a população de Goiás. “Essa Universidade foi, é, e continuará sendo um mecanismo público e gratuito de indução do desenvolvimento descentralizado do Estado de Goiás, atendendo as demandas de produção cada vez mais exigentes e modernas”, disse Reimer.

“Quando criamos a UEG, em 1999, apenas 27% dos professores do Ensino Fundamental tinham um curso superior. Coube à UEG dar-lhes a formação. Ampliamos para 98% o total de professores com Ensino Superior. Com formação superior os professores elevaram a qualidade do ensino com impacto no emprego, na renda e na produção científica”, disse Marconi.

O vice-governador Zé Eliton, ao referir-se à gestão de Marconi, disse que “o que vivemos hoje se tornou realidade porque em 1999 um jovem se dispôs a trabalhar para o bem do povo desse Estado, para transformar Goiás num dos estados mais modernos e prósperos desse país”.

Parcerias com instituições de 13 países colocam a UEG na rota internacional de pesquisas, totalizando 1.292 projetos de pesquisa, 625 estudantes de iniciação científica, 45 estudantes de iniciação tecnológica e 107 mestres formados. A UEG também investe nos cursos de extensão da universidade, totalizando 929 projetos realizados junto à comunidade, disse Reimer.

Com a nova sede da UEG, Marconi soluciona as limitações de infraestrutura tecnológica da instituição no município. Além de inaugurar o novo prédio, um dos mais modernos da instituição no Estado, Marconi autorizou a construção do Instituto Tecnológico de Educação (Itego) no município e afirmou que o Governo do Estado vai assumir a obra de construção do Anel Viário de Itaberaí.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here