Linha Direta | Jovair tenta comandar ministério

0
1672

Logo Linha DiretaEm razão do impasse em torno da posse da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) no comando do Ministério do Trabalho, o líder do PTB na Câmara, deputado federal Jovair Arantes, mesmo em viagem ao exterior, tem articulado para tentar emplacar um aliado seu no comando da pasta. A primeira tentativa, no entanto, foi frustrada, uma vez que o nome indicado por ele, o deputado federal Alex Canziani (PTB-PR), depois de consultado pelo presidente Michel Temer (MDB), afirmou que permaneceria no cargo apenas até abril, quando sairia para concorrer à reeleição. Com isso, Jovair se reunirá nesta semana com aliados na Câmara para definir um novo nome que permaneça até o final do ano. Vale lembrar que o goiano luta há anos pelo poder dentro da legenda, tanto com a deputada Cristiane Brasil quanto com seu pai, o ex-deputado Roberto Jefferson.

Curta

Foi curta a alegria do goiano Eduardo Machado, ex-presidente nacional do PHS. No início da última semana, ele comemorou o aumento da cota do partido no fundo partidário. O PHS receberá R$ 18,1 milhões, neste ano, contra os R$ 2,5 milhões recebidos em 2014.

Troca

O aumento de mais de 619,6% não pôde ser desfrutado por Eduardo Machado, já que na quarta-feira, 31, o ministro do STF, Gilmar Mendes, decidiu por sua saída do comando da legenda, que será presidida pelo deputado federal Marcelo Aro (PHS-MG).

Clique aqui para ler a coluna em PDF
Clique aqui para ler a coluna em PDF

Lamentando

Já o presidente nacional do Pros, o também goiano Eurípedes Júnior, não tem do que celebrar. Seu partido, que recebeu R$ 53,2 milhões em 2014, receberá ‘apenas’ R$ 21,3 milhões do fundo partidário neste ano. Diferença negativa de 60%.

Mudança

Troca de comando do PSL (Livres) em Goiás. Depois de anos à frente da legenda, Benitez Calil e seu filho, o deputado Lucas Calil, perderão o comando da legenda. Quem irá tocar o partido será o deputado federal Waldir Soares.

Bolsonaro

A definição ocorreu por indicação do deputado Jair Bolsonaro, presidenciável pela sigla, e que precisará de palanque em Goiás. Lucas deverá se filiar ao PSDB enquanto seu pai assume uma secretaria extraordinária no Estado.

“Quero fazer um agradecimento a quem serviu o estado com muita grandeza”

Marconi Perillo, governador, em referência ao presidente regional do PSD, Vilmar Rocha

1 Fora

Na abertura dos trabalhos na Câmara Municipal, os vereadores Jorge Kajuru (PRP) e Elias Vaz (PSB) entraram com pedido de afastamento do presidente da Casa, Andrey Azeredo (MDB), por não enviar representante ao julgamento do TJ sobre IPTU.

2 Defesa

Antes, porém, o ex-presidente da Casa, vereador Anselmo Pereira (PSDB) saiu em defesa de Andrey Azeredo, elogiando a conduta do presidente e dos membros da mesa diretiva na condução dos trabalhos no ano anterior. Isso em meio a críticas de colegas.

3 Eximiu

Em sua defesa, Andrey afirmou que estava viajando e que não estaria no comando da Casa no período do julgamento, não tendo, portanto, culpa no caso. O vice-presidente da Câmara, Vinicius Cirqueira (Pros), confirmou a viagem.

Daniel VilelaIndícios

No dia do anúncio das primeiras trocas de secretários do governo estadual, a deputada federal Magda Mofatto (PR), que estava em viagem para vistoria de obras da Ferrovia Norte-Sul no norte do Estado, não compareceu. Detalhe: ela estava acompanhando o deputado federal Daniel Vilela (MDB) e dos ministros Maurício Quintela e Moreira Franco. Magda tem dito que seu partido ainda não se definiu pela base ou oposição.

Segunda demão

O governo estadual deverá anunciar a segunda leva de mudança de secretários nesta semana, após o primeiro anúncio na semana passada.

Terceira demão

O terceiro – e último – anúncio ocorrerá apenas no final de março, perto do prazo de desincompatibilização do governador Marconi Perillo.

Com Caiado

O PSC é mais um partido que anunciou apoio à candidatura do senador Ronaldo Caiado (DEM) ao governo estadual, na última semana.

Sinal

Aliás, Ronaldo Caiado, a exemplo do prefeito Iris Rezende (MDB), tem demonstrado muita força junto ao meio evangélico do Estado. Em especial da Assembleia de Deus.

Isolado

Vilmar Rocha, ao contrário de três nomes de sua sigla – Heuler Cruvinel, Thiago Peixoto e Francisco Júnior – é contra a permanência do PSD na base.

Nem tanto

Mas há vozes que têm apoiado o posicionamento de Vilmar. Um deles é o do ex-vice-governador e ex-prefeito de Aparecida, Ademir Menezes, que apoia Daniel Vilela.

coluna1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here