Linha Direta | Deputados da base se estranham na Câmara

0
747

Os deputados federais da base aliada Lucas Vergílio (SDD) e João Campos (PRB) vêm se “estranhando” na Câmara dos Deputados, devido a dois projetos de lei antagônicos apresentados por eles, que têm relação com o mercado de seguros veiculares. É que o parlamentar do Solidariedade apresentou uma matéria criminalizando a atividade de proteção veicular através do sistema associativo, enquanto que Campos apresentou um substitutivo, que regulamenta e dá segurança jurídica para as associações que trabalham com proteção veicular. Essa modalidade de proteção é diferente do seguro automotivo tradicional, defendido por Lucas, por prever o pagamento de indenização por prejuízos que já ocorreram, como furtos e acidentes, e não pelo risco desses casos virem a acontecer. Lucas classifica essa modalidade de “seguro pirata”, enquanto Campos aponta que seguradoras tradicionais rejeitam clientes sem o perfil ideal padronizado por elas, como idosos, por exemplo, que são acolhidos pelas associações. O deputado do PRB classificou de “infeliz” o projeto de Vergílio e afirmou que não há nenhuma possibilidade dele ser aprovado.

Mais uma

O deputado estadual Major Araújo (PRP) afirmou, em suas redes sociais, ter recebido a vigésima quinta citação por processos contra sua pessoa, abertos pelo governador Marconi Perillo (PSDB). O parlamentar brincou já conhecer a maior parte dos oficiais do TJ-GO.

Farpas

Major, aliás, trocou farpas com o deputado Lincoln Tejota (PSD) na última semana, em sessão da Assembleia. Tudo por conta do pessedista não ter acatado uma emenda dele apresentada na Lei Orçamentária Anual de 2018, da qual Lincoln foi o relator.

Clique aqui para ler a coluna em PDF

?

O vereador Clécio Alves (MDB), da base do prefeito Iris Rezende, tem acompanhado diversos vereadores da oposição, como Jorge Kajuru e Elias Vaz em visitas que buscam apoio para derrubar o aumento do IPTU da prefeitura de Goiânia.

Passe livre

O deputado estadual Simeyzon Silveira (PSC) tem oferecido seu “passe” para diversos partidos como PP, Pros e PSD. Ele não permanecerá no PSC, que declarou apoio à pré-candidatura de Ronaldo Caiado sem consultá-lo.

Presença

Apesar de convidado e esperado, o secretário de Segurança Pública de Goiás, ex-governador Irapuan Costa Júnior, não tem comparecido a alguns eventos relacionados à sua pasta. Faltou, inclusive, à entrega da nova penitenciária de Anápolis, um dia após ter tomado posse.

“Governar não é para lenientes”
Marconi Perillo, governador, avaliando que Goiás estará bem nas mãos de Zé Eliton

1 Eu voltei

Praticamente dois anos após ter deixado a sigla, o deputado estatual Marlúcio Pereira (PSB-foto) está de malas prontas para voltar ao PTB. A refiliação ocorrerá durante a janela partidária que terá início no próximo dia 7 de março.

2 PSB

Participante assíduo da base governista, Marlúcio se transferiu para o PSB, da senadora Lúcia Vânia, durante a janela partidária de 2016, no mês de março, em meio a uma debandada de parlamentares do partido de Jovair Arantes.

3 Cobrança

De volta ao partido pelo qual havia sido eleito, ele continuará cobrando a nomeação de um secretário ligado à Aparecida de Goiânia, no primeiro escalão de Zé Eliton na reforma administrativa que vem sendo realizada pelo governo estadual.

Homenagem

O governador Marconi Perillo (PSDB-foto) confirmou presença na final do Goiás na Ponta do Lápis, maior concurso de educação do Centro Oeste, que é organizado pela Tribuna do Planalto, que está em sua 13ª edição. O tucano receberá homenagem das mãos do fundador e diretor-presidente do semanário, Sebastião Barbosa da Silva, durante a premiação dos vencedores, que ocorrerá na próxima quinta-feira, 8, no plenário da Assembleia Legislativa de Goiás.

Derretendo

A frente da esquerda sonhada pelo PT, com a união dos partidos ditos de esquerda em Goiás, como PCdoB, PSB, PDT e Psol, dentre outros, não foi para frente.

Diferentes

Como Psol não se uniu e PDT, PSB e PCdoB trabalhara e ainda trabalham para se aliar com candidaturas governistas e de oposições, o PT ficou sozinho.

Triplo

Unido nas eleições de 2014 em torno da candidatura ao Senado do então deputado federal Vilmar Rocha, hoje o PSD trabalha em, ao menos, três frentes no Estado.

Divisão

Hoje Vimar se aproxima da pré-candidatura de Daniel Vilela; Francisco Júnior, Heuler Cruvinel e Thiago Peixoto da de Zé Eliton; e Zé Mário Schreiner da de Caiado.

Implodir

A última semana foi de clima pesado do MDB. Deputados ligados a Daniel Vilela e ao senador Ronaldo Caiado se encontraram com Iris Rezende.

Incômodo

O prefeito de Aparecida, Gustavo Mendanha, que apoiará Dona Iris à deputada federal, chegou a se estranhar com o deputado estadual José Nelto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here