Sertão brasileiro é tema da Jornada de Estudos Brasileiros

0
1427

Um dos principais cenários da literatura nacional, o Sertão será o tema central da edição 2018 da Jornada de Estudos Brasileiros. O evento, que acontece no Centro Cultural UFG, em Goiânia, nesta quinta e sexta-feira (15 e 16 de março), tem o objetivo de refletir sobre o espaço geográfico, cultural e estético que se convencionou designar sertão.

A jornada será divida em conferências e mesas redondas que discutirão ‘O Sertão: imaginário e materialidade’. Entre os assuntos dos debates estão o “Sertão e o sertanejo na formação da identidade brasileira”, “Artes e ofícios entre sertão e metrópole”, “O sertão no imaginário nacional”, entre outros assuntos relacionados ao tema.

De acordo com Wolney Unes, um dos coordenadores da jornada, trata-se de um evento literário que abordará o tema sob diversos olhares. “O termo pode ser enfocado sob o viés da antropologia, da música, da literatura – tanto sob o ponto de vista da análise específica da obra de Guimarães Rosa, como traçando de modo genérico uma pequena história do imaginário do conceito na ficção brasileira”, detalha.

Time de peso

A UFG traz um time de peso para conduzir as conferências e as mesas. Um dos grandes nomes é do professor Luca Bacchini, que atualmente é docente na La Sapienza de Roma e já atuou na Universidade de Bolonha. Em 2016 ele ganhou o prêmio internacional da Association for the Study of Literature and Environment, com o projeto de livro “Post-Anthropocentric Modulations in Brazilian Literature”.

Outro grande profissional é o arquiteto Fernando de Moura Delphim, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Ele trabalha com a paisagem em seu conceito lato sensu e tendo sido responsável por introduzir no Brasil o conceito de jardins históricos e de paisagem cultural. Atualmente integra o grupo Paisagem Cultural da Unesco, no Rio de Janeiro, além de prestar consultoria para transformar um município paulista em uma cidade sustentável e inteligente.

Além de Bacchini e Delphim, o evento também terá a importante colaboração de outros especialistas, mestres e doutores das áreas da literatura, arquitetura, moda e agronomia.

 Programação

O reitor da Universidade Federal de Goiás (UFG) Edward Madureira, será o responsável pela abertura oficial da jornada, na quinta-feira, às 19h30. A solenidade terá a participação do escritor Gilberto Mendonça Teles e ainda um concerto gratuito da  Camerata Filarmônica de Goiás com participação especial do músico Juraildes da Cruz. O concerto terá regência do maestro Alessandro Borgomanero.

Na sexta-feira (16) a primeira agenda do evento tem início às 9h30 com conferência conduzida pelo ex-ministro Aldo Rebelo. O Reitor da Universidade Estadual de Goiás (UEG), Haroldo Reimer, fará a mediação. A programação completa do evento está no site http://jornadadeestudosbr.wixsite.com/sertao/inscricao onde também podem ser feitas as inscrições.

Confira a programação completa:

15/03 (Quinta-feira):

Abertura

19h30 – Prof. Edward Madureira Brasil (CEB-UFG)

19h45 – Prof. Gilberto Mendonça Teles (CEB-UFG/UFRJ): Encontro com Douliez

20h – Concerto Juraildes da Cruz e Camerata Filarmônica de Goiás

21h – Lançamentos

Livros

Anselmo Pessoa Neto: Paisagens do neorrealismo – ensaios sobre Graciliano Ramos e Carlos de Oliveira.

Caderno de Tonico do Padre

CD

Encontros Douliez e Mendonça Teles

16/03 (Sexta-feira):

9h30 – Conferência: O sertão e o sertanejo na formação da identidade brasileira

Aldo Rebelo

Mediação: Prof. Edward Madureira Brasil (CEB-UFG)

10h30 – Mesa: Artes e Ofícios entre sertão e metrópole

Lázaro José Chaves: (EA–UFG): “Plantas do sertão”

Fernando Cerisara Gil (UFPR): “Sertões e rurais na literatura brasileira”

Maristela Novaes (FAV–UFG): “Metrópole e sertão: Modas francesas numa vila sertaneja”

Mediação – profa. Solange Fiúza (FL-UFG)

14h30 – Conferência: SerTão wagneriano. Ecoacústica, meio ambiente e narração em Guimarães Rosa

Prof. Luca Bacchini (Roma/Itália)

Mediação: Prof. Anselmo Pessoa Neto (CEB-UFG)

16h – Pausa

16h30 – Mesa: O sertão no imaginário nacional

Carlos Fernando Moura Delphim (Iphan)

Aguinaldo José Gonçalves (Unesp)

Albertina Vicentini (PUC–Goiás)

Mediação: prof. Wolney Unes (CEB-UFG)

18h30 – Abertura e lançamento do Catálogo da Exposição: “Céus e Nós” de Elyezer Szturm

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here