“Zé Eliton tem condições de demonstrar que ele é uma inovação”, diz Lúcia Vânia

0
1977
Fotos: Jota Eurípedes

“O pré-candidato Zé Eliton tem condições de demonstrar que ele é uma inovação”, afirmou nesta quinta-feira (15/03), no Papo Político, da CBN, a senadora Lúcia Vânia (PSB). “Ele é jovem e nunca disputou uma eleição como cabeça de chapa”, diz a parlamentar. “Naturalmente, deve preservar as conquistas do governo, mas tem capacidade de implementar o seu estilo e dar um novo salto de qualidade na gestão pública”, destaca.

“Zé Eliton tem um discurso da sua identidade e personalidade e pode oferecer uma mensagem à sociedade que transmita segurança”, disse. Lúcia Vânia afirma, também, que após a desincompatibilização do governador Marconi Perillo, a partir de abril, o vice-governador vai assumir e mostrará a sua maneira de conduzir a gestão pública.

“Ele vai ter oportunidade de mostrar o seu perfil, independência, capacidade de articulação e de gestão da máquina pública”, observa. “Isso vai permitir a possibilidade de se firmar como um candidato que seja competitivo”, acentua.

Enquanto estiver no comando do governo estadual, segundo Lúcia Vânia, o vice-governador Zé Eliton será avaliado “pelo menos no que diz respeito à articulação e controle da máquina pública”. De acordo com a parlamentar, “uma vez assumindo o governo, ele começa a liderar o processo e, ao fazê-lo, obviamente, vai demonstrar sua capacidade de articular e de manter a base unida”.

Lúcia Vânia lembra que, em Rio Verde, Zé Eliton demonstrou, recentemente, essa capacidade de articulação política. “Ele conseguiu articular todas as forças políticas que são oposição ao atual prefeito, e era uma coisa que estava inteiramente esfacelada”, destaca a senadora. Para ela, se conseguir em outros municípios, “obviamente, terá uma capacidade de articulação demonstrada”.

Na mesma entrevista, Lúcia Vânia falou da expectativa em relação a um novo discurso a ser adotado pelo vice-governador quando assumir o governo. “Na verdade, ele ainda não tem o comando do governo, e não tendo o comando do governo, não tem a desenvoltura para mostrar sua identidade”, avalia. “Nós temos que ver o discurso que vai adotar, uma vez que o comando do governo esteja na sua mão”, pondera.

Segundo a senadora, é preciso que se tenha um pouco de paciência em relação à chapa majoritária. “Nós teremos um cenário totalmente diferente a partir da desincompatibilização do governador Marconi Perillo”, por isso, “toda e qualquer ilação, antes desse cenário, é precipitada”, disse.

“Nós temos conversado e apontado diversas alternativas”, diz Lúcia Vânia. “Eu acredito que nós temos que pensar todas as alternativas que façam com que a chapa tenha atrativos, que corresponda ao desejo da base, uma chapa que possa ir ao encontro do que a sociedade goiana deseja”, reforça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here