Construção da UPA Jardim América avança e atinge 40% da obra

0
386
Foto: Divulgação

A construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Jardim América atingiu 40% de sua conclusão. Com previsão para ser entregue neste ano, a nova unidade de saúde reforçará o atendimento de urgência e emergência em Goiânia.

Atualmente, a empresa responsável pela construção da UPA está finalizando os serviços de alvenaria, que consiste na construção de estruturas e de paredes. No local, já foram realizados o nivelamento do terreno, instalações subterrâneas e serviços de impermeabilização da infraestrutura.

A próxima fase, segundo o gerente de Infraestrutura e Manutenção da Rede de Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Alan Cesar da Silva, consiste na finalização das instalações hidrossanitárias. ‘No local funcionava o antigo Ciams Jardim América. Por esse motivo, será necessário instalar um novo sistema hidrossanitário e substituir toda a parte elétrica. Após a execução desses serviços, será iniciado a implantação do contrapiso e a aplicação do revestimento’, afirma.

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Fátima Mrué, o atendimento na rede de atendimento 24 horas da capital será reforçado com a entrega da unidade de saúde. ‘Na nova unidade será possível resolver grande parte das urgências. Isso, sem dúvida alguma, ajudará a desafogar as filas nos prontos-socorros’, garante. O investimento na UPA Jardim América é de R$ 3.096.295,16.

Para o prefeito Iris Rezende, o avanço das obras da Upa Jardim América confirma que a Saúde é uma das prioridades da atual gestão. “Essa administração vai provocar uma verdadeira revolução na Saúde. Além de reformar inúmeras unidades de saúde, vamos entregar outras totalmente equipadas. Estamos debruçados sobre projetos importantes que vão garantir assistência médica com qualidade para todos. Por isso, Goiânia será exemplo para o Brasil pelo trabalho realizado”, garante.

Foto: Divulgação

Mudanças 

A UPA Jardim América será maior do que o antigo Ciams que funcionava no local. A ampliação será de 1.144,73 m². Na área total, que chegará a 2.216,45 m², haverá consultórios de clínica médica, pediatria e odontologia, leitos de observação para adultos e crianças, salas de medicação, nebulização, ortopedia, reanimação e uma ‘sala de emergência’, para estabilizar os pacientes mais graves até serem levados a um hospital. Além disso, contará com raio-x, Central de Materiais Esterilizados completa, eletrocardiografia e laboratório de exames.

Em todo o país, nas localidades que contam com UPA, 97% dos casos são solucionados na própria unidade. Isso reduz a demanda por vagas em hospitais, o que ajuda a desafogar os atendimentos de média e alta complexidades. Nas UPAs, que funcionam como unidades intermediárias entre as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e os hospitais, os médicos prestam socorro, controlam o problema e detalham o diagnóstico. Em seguida, eles analisam se é necessário encaminhar o paciente a um hospital ou mantê-lo em observação por 24 horas.

Outra vantagem é que a UPA é um modelo que trabalha de forma integrada com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Ao ligar para o número 192, o cidadão tem acesso a uma central com profissionais de saúde que oferecem orientações de primeiros socorros, além de definir os cuidados adequados a cada situação. Em muitos casos, o Samu presta o primeiro atendimento e encaminha o paciente a uma UPA. Goiânia tem duas unidades neste modelo, as UPAs Itaipu e a Noroeste. A Jardim América será a terceira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here