Governadores do Brasil Central em busca de influência no mercado externo

0
344
Foto: Divulgação

Em evento realizado no Palácio do Itamaraty que conduziu o governador do Mato Grosso, Pedro Taques à presidência do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central, governadores elogiaram a atuação da senadora Lúcia Vânia (PSB-GO) na criação de projetos de lei voltados para o regionalismo brasileiro e que fortalecem as exportações e a economia regional. O bloco é formado por Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Maranhão, Tocantins e Distrito Federal. Juntos os estados têm o agronegócio como pauta exportadora e querem buscar mais influência no mercado externo.

O governador de Goiás Marconi Perillo (PSDB-GO), que passou a presidência do bloco para o governador do Mato Grosso, destacou o trabalho da senadora Lúcia Vânia para a recriação da Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste, atendendo uma demanda dos estados da região que necessitavam de um órgão para a coordenação de políticas de desenvolvimento. A Sudeco é o instrumento indutor do desenvolvimento do Brasil Central, região de maior PIB agropecuário.

A aprovação do projeto de lei de autoria da senadora Lúcia Vânia que regularizou os incentivos fiscais concedidos pelos Estados a empresas, pondo fim a insegurança jurídica e preservando a geração de emprego foi lembrado pelos governadores de Goiás, do Distrito Federal, Rodrigo Rollenberg (PSB-DF) e Confúcio Moura (MDB-RO). O novo presidente do Consórcio, Pedro Taques, ressaltou a criação e o apoio da senadora Lúcia Vânia a projetos de lei voltados para o regionalismo brasileiro.

A parlamentar goiana trabalhou no Congresso Nacional para aprovação de projetos que incentivaram a retomada do crescimento nos Estados brasileiros, como a renegociação das dívidas, a divisão do ICMS de comércio eletrônico entre estados compradores e vendedores de produtos, a repatriação dos recursos, entre outras iniciativas. O Fundo de Auxílio às Exportações (FEX), proposta de inspirada em uma iniciativa da senadora Lúcia Vânia, garantiu o repasse de R$1,9 bilhão para compensação a exoneração de ICMS de produtos exportados.

Um dos debates do evento apontou falta de investimentos em infraestrutura do país como um entrave para o crescimento da economia. A senadora Lúcia Vânia está acompanhando a subconcessão do trecho da Ferrovia Norte-Sul em defesa da produção do Centro-Norte brasileiro e do escoamento da produção agrícola e industrial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here