“Estamos na vanguarda do desenvolvimento”, diz Zé Eliton

0
795
Fotos: Jota Eurípedes

“Estamos na vanguarda do desenvolvimento e o grande desafio agora é estabelecer, dentro da conjuntura atual e do cenário estrutural dos próximos anos, um novo salto de crescimento que garanta a inclusão de Goiás entre os cinco maiores do país no que se refere à competitividade”, disse o vice-governador Zé Eliton durante lançamento do Plano de Desenvolvimento Econômico Integrado do Estado 2038, na manhã desta terça-feira (27), no Palácio Pedro Ludovico Teixeira.

O plano foi apresentado pelo governador Marconi Perillo e pelo presidente da consultoria Macroplan, Cláudio Porto. O documento traça ações de médio e longo prazos para o desenvolvimento do estado nos próximos 20 anos, pautado em cinco eixos principais: prosperidade, setor público eficiente, qualidade de vida, confiança e protagonismo nacional. De acordo com Zé Eliton, o nível de crescimento de Goiás, maior do que os outros estados, “por si só aponta um salto qualitativo muito grande”. A meta, segundo ele, é “ampliar a qualidade de vida”.

De acordo com o estudo, Goiás se modernizou e passou por profundas transformações nos últimos 20 anos. Além de crescer acima da média brasileira, registrou grandes avanços econômicos, sociais e na infraestrutura, o que o consolida, atualmente, como um dos 10 estados mais competitivos do país.

Com olhar para o futuro, entre os objetivos do plano está consolidar o longo ciclo de prosperidade inclusiva e sustentável, bem como dobrar a renda dos goianos em 20 anos. Segundo Zé Eliton, “se observa claramente que o norte estabelecido pelo governador Marconi Perillo em 1999 foi cumprido com metas atingidas de maneira expressiva pelo estado”. Ele complementa ao avaliar que “os indicadores demonstram o salto qualitativo tanto do ponto de vista econômico quanto social”.

Ainda nas projeções, Zé Eliton defende políticas de grande impacto como o aumento da qualidade de educação e implantação de recursos tecnológicos em todas as regiões do Estado. Quer, ainda, ampliação de programas de acesso à formação científica, como o Bolsa Universitária. Segundo ele, trata-se de instrumentos “que foram iniciados e idealizados pelo governador Marconi Perillo e que serão aperfeiçoados ao longo dessa jornada”.

O vice-governador também cita investimentos em segurança pública, saúde acessível e “qualificação de todas as cidades goianas para os padrões do século 21, além de atenção na sustentabilidade ambiental”.

O documento adianta que Goiás estará entre os cinco estados mais competitivos do país em 2038, alcançando resultados projetados para o cenário de competitividade inclusiva e sustentável. O plano também apresenta uma agenda de trabalho para se alcançar as metas definidas. São 72 iniciativas ou empreendimentos que indicam o que será essencial fazer nessa trajetória.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here