SME orienta escolas e Cmeis sobre prevenção da gripe H1N1

0
1257

No Cmei Viver a Infância, setor Leste Vila Nova, as crianças já sabem tudo que é preciso fazer para evitar a gripe. “São muitas crianças no mesmo lugar, então sempre há riscos de contágio. Quando estão com febre, apresentando algum sintoma, orientamos que os pais não tragam para o Cmei. E aqui, procuramos sempre deixá-los com as mãozinhas limpas, falamos sempre sobre a importância de cada um ter seu copo ou garrafinhas”, ressaltou a diretora Maria Cristina Pires da Silva.

Segundo a enfermeira e apoio técnico pedagógico da Gerência de Projetos da SME, Marislei Brasileiro, houve uma maior preocupação da gestão pública diante do aumento de casos registrados no Brasil, em Goiás e Goiânia. “O nosso papel é educativo, para reforçar as medidas preventivas para proteger tanto as crianças quanto os educadores. Nossa intenção é orientar e conscientizar”, pontuou.

Ainda de acordo com Marislei, a orientação é para que as unidades educacionais abordem diariamente o assunto com os alunos. “Orientar quanto ao uso do lenço descartável, evitar espirrar sem colocar o braço na frente, lavar bem as mãos. Também é papel da instituição orientar os pais para que procurem atendimento médico caso a criança seja identificada com algum sintoma de febre, coriza e buscar um diagnóstico para tratamento correto”, completou.

Na Escola Municipal Francisco Matias os alunos também estão de olho na H1N1. Por lá, o tema também é tratado dia a dia, assim como a dengue. “É só pela Educação que podemos mudar qualquer situação, seja ela social, cultural, de saúde. Ela é o ponto de partida para reverter todo problema. Então, vamos nos unir e plantar a boa semente nas crianças para colher bons frutos no futuro”, pontuou a diretora Aleida Gonçalves de Oliveira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here