Biblioteca do CCON homenageia jornalista Isanulfo Cordeiro

0
2424
Foto: Divulgação

A Biblioteca do Centro Cultural Oscar Niemeyer foi batizada na tarde desta quinta-feira, 5/4, durante uma solenidade que homenageou o jornalista Isanulfo de Abreu Cordeiro. Falecido no início do ano, o ex-secretário de Assuntos Internacionais de Goiás agora dá nome ao complexo. Representando o governador Marconi Perillo, a secretária Raquel Teixeira conduziu a íntima cerimônia, que contou com a presença de familiares e amigos do jornalista.

Raquel Teixeira disse que a homenagem, pensada por ela e pelo governador, foi uma forma de eternizar o nome de Isanulfo Cordeiro, que tanto contribuiu pelo desenvolvimento social e cultural do Estado, e associá-lo a algumas coisas das quais mais gostava: literatura e conhecimento.

“Além de um intelectual brilhante, jornalista e também advogado, Isanulfo também contribuiu com a educação e a cultura”, lembrou Raquel ao comentar sobre um recente intercâmbio para os Estados Unidos, envolvendo 200 alunos da rede estadual, e outro intercâmbio com a cidade de Azolo, na Itália, ambos que o jornalista ajudou a organizar. “Esse legado de construir oportunidades intelectuais, culturais e educacionais para a juventude, principalmente, ele exerceu de forma brilhante na secretaria de Assuntos Internacionais”, completou.

Filho de Isanulfo, Pedro Ivo Cordeiro disse que toda a família recebeu com surpresa e gratidão a notícia sobre a homenagem. “Queremos agradecer muito o carinho não só do povo goiano, mas do Governo de Goiás, na pessoa do governador e da senhora, secretária. Meu pai viveu pela intelectualidade, era muito importante para ele esses espaços mentais, criativos, sociais e produtivos. Ele gostava muito disso e prezava pela questão da pluralidade”, disse.

Já a filha do homenageado, Lorena Ribeiro, falou um pouco sobre a relação de amor e intimidade que Isanulfo tinha com os livros. Ela compartilhou uma breve história sobre sua infância. “Fomos criados com toda a cultura do meu pai. Lá em casa tinha uma biblioteca com tantos livros, que a gente não deve ter lido nem um terço. Então, meu pai dar nome a este lugar é uma homenagem que tem tudo a ver com ele”, comentou.

Sobre a biblioteca

Na cerimônia de descerramento da placa da Biblioteca Jornalista Isanulfo de Abreu Cordeiro, a titular da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce) disse que o complexo está em fase final de obras e deve ser entregue à população dentro de dois meses.

Sobre a estrutura, a secretária explicou que será dividida em andares. O primeiro contará com livros físicos/impressos. Serão 60 mil volumes de livros artísticos e culturais. Já o segundo pavimento vai receber uma biblioteca virtual, com espaços diferenciados para crianças, jovens e adultos. “Acho que nenhuma outra biblioteca teria tanto a cara do Isanulfo, e ninguém melhor que ele para dar nome a esse espaço tão intelectualmente rico”, concluiu Raquel.

Além da imprensa e dos filhos de Isanulfo, participaram da cerimônia de descerramento da placa os netos João Pedro, Ana Liz e Heitor Cordeiro; o sobrinho Frederico Cordeiro; a prima Ana Carolina Cordeiro; os cunhados Hugo Henrique de Lima Borges, José Augusto Cruz, Teresa Cristina Ribeiro Costa e Mônica Ribeiro Costa. Michel Magul representou a Secretaria de Assuntos Internacionais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here