Daniel Vilela defende mais investimentos em tecnologia para área da Saúde

0
946

Em sabatina promovida pela Adial, pré-candidato afirmou que descentralização do atendimento e gastos com infraestrutura têm que ser acompanhados de uma política de inovação e modernização dos sistemas da rede pública de saúde, agregando informações para melhorar os serviços. Pesquisa aponta que saúde é área mais mal avaliada pelos goianos.

O pré-candidato a governador de Goiás pelo MDB, deputado Daniel Vilela, defendeu investimentos em inovação e Tecnologia da Informação para resgatar a qualidade do atendimento na área da saúde em Goiás. O emedebista falou sobre isto a empresários em sabatina realizada na pela Associação Pró-Desenvolvimento Industrial do Estado de Goiás (Adial), realizada na noite de segunda-feira (09).

“Temos que investir mais em Tecnologia da Informação para garantir agilidade e acessibilidade para o cidadão, universalizando, por exemplo, o prontuário eletrônico. Os pacientes e servidores da área também têm que ter em mãos informações em tempo real sobre vagas, disponibilidade de atendimento e outras informações importantes, para evitar peregrinações desnecessárias”, afirma Daniel Vilela, lembrando que a modernização do sistema ainda vai economizar recursos públicos ao evitar procedimentos repetidos e garantir maior assertividade nos tratamentos. “Tem ainda o ganho em transparência dos gastos”, acrescentou.

Pesquisa Serpes/O Popular trouxe nesta terça-feira (10) a informação de que a saúde é justamente a área na qual o atual governo do Estado mais tem deixado a desejar. Segundo o levantamento, esta é a opinião de 53,1% dos goianos. “Pelo diagnóstico setorial que estamos elaborando para o Estado, não havia dúvida de que a saúde era uma das áreas mais críticas. Isto só reforça nossa percepção de que o governo investe mal e também a necessidade de uma maior fiscalização sobre o trabalho das OSs, que recebem fortunas do Estado”, diz Daniel.

Na reunião na Adial, o deputado também afirmoue que vai propor a adoção de aplicativos que disponibilizem à população informações em tempo real sobre a rede pública de saúde, possibilitando agendamento online de consultas e a disponibilidade de especialistas para consultas. “Hoje quase todo mundo tem em mãos um smartphone e poder contar com as primeiras informações básicas, como as especialidades disponíveis em determinadas unidades, fila de espera, além do agendamento online, já agiliza muito a vida do cidadão”, explicou, destacando que para essas inovações funcionarem, a rede pública também precisa de mais investimentos em estrutura e equipamentos, especialmente no interior do Estado. “Temos de adotar uma política mais efetiva de descentralização”.

O deputado contou aos membros da Adial que formou há alguns meses um grupo de especialistas em diversas áreas, incluindo a saúde, para elaborar um projeto de gestão a ser apresentado próximo ao período eleitoral. Além dos investimentos em tecnologia, buscando sempre agregar eficiência ao setor público, Daniel também defendeu um diálogo mais próximo do governo com o setor produtivo. “A relação do governo com o empresariado nos últimos anos tem sido só no sentido de cobrar mais impostos para fechar as contas. No meio de uma crise econômica como a que o Brasil ainda está superando, esta política de reajustes pode ser fatal para o empreendedor”.

Incentivos

Criador da Frente Parlamentar de Convalidação dos Incentivos Fiscais na Câmara, Daniel Vilela defendeu os incentivos como ferramenta para atrair investimentos, mas disse que a prioridade tem que ser outra: preparar Goiás para uma etapa pós-incentivos. “A convalidação dos incentivos fiscais só vigora até 2032, então Goiás tem que estar preparado para competir pelos investimentos em pé de igualdade com os demais Estados. Não poderemos contar por muito tempo com os atuais mecanismos de indução”, frisou.

Daniel defendeu a recriação da Secretaria de Indústria e Comércio para atender de forma mais específica as demandas do setor produtivo junto ao poder público. Participaram da sabatina lideranças empresariais e agentes públicos. Cesar Helou, vice-presidente da entidade, elogiou a disposição do pré-candidato em debater os temas propostos. “Acho que Goiás precisa neste momento dar uma renovada igual aconteceu há alguns anos. Sangue novo na política é um diferencial”, declarou o presidente da Adial. A sabatina teve como mediador o presidente da entidade, Otávio Lage de Siqueira Filho.