Goiânia recebe mais vacinas e antecipa campanha contra a gripe para sexta-feira

0
581
Foto: Paulo José

Diante do anúncio do envio de mais vacinas contra a gripe para Goiânia, a Prefeitura vai antecipar a campanha para sexta-feira, 13. Antes, a Capital receberia 137 mil doses e o Estado sinalizou o envio de cerca de 300 mil doses para o município nesta semana. Além de pessoas acima de 60 anos e trabalhadores da saúde, o reforço vai permitir também atender o grupo de doentes crônicos.

Em coletiva realizada no início da tarde desta terça-feira, 10, a secretária municipal de Saúde de Goiânia, Fátima Mrué, e a superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS), Flúvia Amorim, chegaram a anunciar o início da campanha para segunda-feira, 16. Entretanto, com a chegada de mais doses será possível adiantar a vacinação das pessoas dos grupos de riscos selecionados para esta primeira etapa.

A partir de quarta-feira já será possível acessar a lista com os locais que aplicarão as vacinas na Capital. “A expectativa é que tenhamos postos de vacinação em todas as regiões de Goiânia para a tender a população dos grupos prioritários”, destacou Fátima Mrué.

Nos próximos dias devem ser definidas as datas para imunização de crianças de seis meses a menores de cinco anos, gestantes e mulheres que tiveram bebês nos últimos 45 dias, pessoas privadas de liberdade, população indígena e professores e profissionais de educação. Expectativa é que campanha siga até 1º de junho.

De acordo com Flúvia Amorim, a escolha dos grupos se deve a fatores epidemiológicos observados no município. “A realidade de Goiânia indica que os idosos, assim como os doentes crônicos, estão sujeitos a mais complicações e a maior incidência dos vírus, dentro do quadro que temos até agora de 35 casos confirmados de H1N1. Já os profissionais de saúde são os que auxiliam a população e lidam diretamente com os possíveis casos”, comentou.

A secretária municipal de Saúde afirmou que não há motivo para pânico, mas pediu que a população evite grandes aglomerações e tome cuidados com a higiene pessoal. “Mesmo com a vacinação, pedimos para que as pessoas evitem aglomerações, lavem as mãos ou utilizem álcool em gel. Quanto ao número de vacinas, acreditamos a primeira remessa seja suficiente para atender os primeiros grupos. As demais doses devem ser liberadas posteriormente pelo Ministério da Saúde”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here