Marconi: “As políticas de saúde do Governo de Goiás são referência para o Brasil”

0
2162

Ex-governador disse que adoção de modelo de gestão compartilhada de hospitais com Organizações Sociais foi responsável pela revolução de qualidade do atendimento em saúde nas unidades mantidas pelo Estado.

Na cerimônia de posse do secretário de Estado da Saúde de Goiás, Leonardo Vilela, na presidência do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), em Brasília (DF), na noite desta terça-feira (24/4), o ex-governador Marconi Perillo disse que as políticas públicas do Governo de Goiás para o setor se tornaram referência para o Brasil, o que explica a escolha do auxiliar do governador José Eliton para o comando da entidade.

Resultado do reconhecimento da gestão eficiente e inovadora do Governo de Goiás na Saúde, Leonardo Vilela foi empossado nesta terça-feira (24/4) presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), em cerimônia realizada em Brasília, com a presença de ministros, deputados, senadores, prefeitos e gestores do setor. O secretário de Estado da Saúde de Goiás, nomeado para a função pelo ex-governador Marconi Perillo e mantido pelo governador José Eliton, foi eleito por unanimidade para o comando da entidade, em substituição a Michele Caputo Neto, do Paraná.

“O secretário Leonardo Vilela esteve em nossas equipes em nossos quatro governos (1999-2002; 2002-2006; 2011-2014; 2015-2018) nos quais ele atuou em cinco áreas distintas, com dedicação, profissionalismo e muita competência”, disse Marconi. “O Leonardo é um gestor focado, dedicado, disciplinado e muito competente”, afirmou o ex-governador, que o nomeou para a pasta atual em 1º de janeiro de 2015. “Eu não sou mais governador do Estado, mas me coloco à disposição do meu País para colaborar com esta área”, relatou o ex-governador Marconi Perillo.

Os índices de satisfação de pacientes e acompanhantes com o atendimento ofertado pelos hospitais do Governo de Goiás variam de 85% e 98%. A revolução na qualidade do atendimento é resultado da adoção do modelo de gestão compartilhada das unidades de saúde com Organizações Sociais (OS). Para garantir o pleno atendimento, o Governo de Goiás vem aplicando mais recursos no custeio da saúde que o mínimo de 12% estabelecido pela vinculação constitucional, aumentou o número de atendimentos em todas as áreas e ampliou o número de leitos, em especial o de Unidades de Terapia Intensivas (UTIs), que praticamente dobrou.

“Não sou mais governador do Estado, mas me coloco à disposição do meu País para colaborar com a Saúde”

Nas gestões Marconi Perillo e José Eliton, a Saúde Pública de Goiás recebeu os maiores investimentos da história e se tornou referência para o Brasil. Em 1999, o Governo do Estado mantinha 7 hospitais, mas um deles, o Hospital Geral de Goiânia, estava fechado. Ao final de 2018, Goiás terá 24 hospitais, todos funcionando com alta qualidade a atendimento humanizado, resultado da adoção do novo modelo.

Em 2017, o Governo de Goiás destinou R$ 1,941 bilhão para a saúde, 12,09% do Orçamento Estadual. O modelo de cogestão com as Organizações Sociais tem transformado o atendimento na rede estadual e atraído a atenção de vários estados brasileiros. “Nós transformamos Goiás num dos melhores Estados em matéria de saúde”, sublinhou o ex-governador. Marconi pontuou que as ações do Governo de Goiás voltadas à atenção às pessoas que dependem do serviço público de saúde “são referenciais no Brasil – para os municípios, para as demais unidades da federação e para o Ministério da Saúde”.

De 2011 a 2017, os serviços oferecidos na rede estadual mais que dobraram. O número de internações cresceu 145,82%, enquanto o número de atendimentos ambulatoriais, de urgência e de emergência, subiu 147,14%. As cirurgias aumentaram 195,22%. No mesmo período, os leitos de UTI passaram de 168 para 333, um aumento de 98,12%; enquanto o número de leitos normais na rede estadual passou de 1.232 para 2.214, ou seja, variação de 79,7%. O governo do Estado está criando outros 1.152 leitos em unidades que estão sendo construídas ou ampliadas no HDT, Uruaçu, Águas Lindas, Santo Antônio do Descoberto, Trindade, Pirenópolis e nos Credeqs.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here