Curso online ou presencial: qual a melhor opção de ensino?

0
1584

Como tudo no mundo muda, a educação também tem passado por alterações. Com o fácil acesso à internet, o curso presencial ganhou um concorrente: o curso online.

As tradicionais salas de aula, ultimamente, têm dividido os alunos com outros ambientes. Locais que, há algumas décadas, jamais imaginaríamos que fossem possíveis de serem usados para estudar.

Praças, transporte público e até refeitórios. Com tudo isso, uma coisa é fato: estudar ficou mais acessível. Segundo dados do Censo da Educação Superior de 2016, do Inep, a educação superior online teve um crescimento anual de 7,2%, enquanto as matrículas em curso presencial tiveram uma queda de 0,08%.Mesmo assim, as salas de aula ainda detém a grande maioria dos estudantes no Brasil: são mais de 2 milhões de matrículas.

Ambas as modalidades possuem prós e contras. Listamos alguns motivos para ajudar os estudantes a decidir por qual caminho seguir nesta jornada de estudos.

Curso online x curso presencial

Antes de qualquer coisa, é preciso deixar claro que não há melhor opção. Existem perfis de estudantes para ambas as modalidades. O importante é adquirir conhecimento.

Os professores do Centro Preparatório Jurídico Fabio Rapp (Direito do Trabalho) e Ana Paula Patiño (Direito Civil), que ministram e acompanhão centenas de estudantes em cursos de ambas as modalidade, com foco em concursos e exames jurídicos, há muitos anos, deram algumas dicas sobre o assunto.

Tempo precioso

São muitas diferenças entre as duas categorias. Comecemos, então, pelo principal fator do momento: o tempo.

As pessoas, hoje em dia, consomem todo tipo de conteúdo a todo momento e em todo lugar. A correria do dia a dia é tamanha que ficar parado em um único ambiente tornou-se um desafio.

Neste critério, o curso online larga na frente. As vantagens são muitas:

– você assiste quando quiser;

– onde quiser;

– e como quiser.

O desenvolvimento da tecnologia é a grande responsável por isso. O que significa que a praticidade é muito maior. O estudante, não precisa se deslocar para uma instituição de ensino.

Além do mais, pode rever as aulas quantas vezes precisar. Se perdeu alguma anotação, é possível pausar e voltar. Se ficar cansado, pode dar um break para um lanche e retomar depois.

“Perfeito para alunos com uma rotina de afazeres mais conturbada. A dificuldade de estar em um determinado lugar e na hora certa, sem atrasos, deixa de existir”, esclarece Fabio Rapp.

Contato pessoal

Em contrapartida, há um fator que o online, por enquanto, ainda não atende: a relação humana.

Ter o contato pessoal com o professor, pode mesmo fazer muita diferença. Dúvidas esclarecidas a todo momento, possibilidade de debates saudáveis e networking são alguns pontos importantes.

“O curso presencial tem um conteúdo mais dinâmico por causa dos alunos em sala de aula”, explica Ana Paula Patiño. Além, é claro, da estrutura oferecida pela instituição ao aluno. Cabines de estudos para ser utilizada em horários extra, palestras e afins.

“Ideal para alunos cujo objetivo principal, no momento, seja passar na OAB. Eles podem se dedicar primeiramente ao curso”, cita como exemplo a professora.

Vale ressaltar que no curso online você não será um soldado solitário. Terá total possibilidade de tirar as dúvidas que precisar com os professores e monitores, mas, é claro, pode não ter a resposta no mesmo segundo.

Comodidade x concentração

Para o estudante é preciso escolher, o que é melhor: ter foco ou comodidade? É possível ter os dois, mas nem sempre é assim.

Em um curso online se pode ter conforto. Assistir, entre outros lugares, no lar, relaxado no sofá, na cama, na varanda, no quintal ou onde quiser. Mas, poderá, também estar sujeito a diversas distrações.

No meio da aula, a campainha toca ou precisa atender ao telefone. Um segundo e a concentração vai embora.

No curso presencial, interferências externas não acontecem. O aluno estará na sala de aula, com o professor e, em tese, com colegas de turma concentrados. O foco é maior.

Mas, é claro, há casos e casos. Há quem consiga concentração no conforto de casa, assim como existem instituições que oferecem instalações tão confortáveis quanto a sua sala de estar.

E o preço?

Em tese, um curso online é mais barato. Economiza-se em vários sentidos. Além da mensalidade, também não precisa gastar com combustível ou transporte público para chegar à instituição.

Há também uma economia com apostilas e cadernos. Tudo é digital, então fica mais fácil.

Em contrapartida, um curso presencial oferece uma estrutura para estudar de maneira adequada e, em alguns casos, bibliotecas ou espaços do tipo.

Mas então, qual escolher?

Seguem um conjunto de perguntas e respostas

Tem diferença no conteúdo? Não. A qualidade do ensino é a mesma. No CPJUR. por exemplo, o aluno, tanto do presencial como do online, recebe todo suporte necessário para que tenha a melhor educação possível.

Tenho uma rotina cheia: O curso online é a melhor opção. Você assiste às aulas na sua casa, no ônibus ou onde for possível. Sua rotina não sofre tanta alteração.

Tenho bastante tempo para estudar: Pode optar pelos dois. Faça um curso presencial e, quando não estiver na instituição, assista conteúdos complementares. Mesmo os alunos presenciais do CPJUR, por exemplo, têm acesso a materiais exclusivos para estudar em casa.

Não consigo me concentrar tão fácil assim: Então, se houver disponibilidade, opte por um curso presencial. Você estará na sala de aula, de frente para o professor e poderá interagir com ele os demais alunos. Chance menor de distração.

Qual a opção mais barata? O curso online, em tese, é mais barato. O conteúdo é todo digital, então você não precisa gastar com cadernos ou impressões.

Minha internet não é tão boa: Se a conexão cai toda hora, você pode ter um estresse desnecessário. Mas, no CPJUR, por exemplo, as aulas são disponibilizadas em quatro qualidades diferentes. Tudo pensado em cada tipo de perfil de aluno. Talvez você tenha dificuldades, mas conseguirá assistir a aula.

Não tenho onde assistir: As aulas online podem ser assistidas em um computador, notebook, tablet e até no celular. Mas, se essa for uma dificuldade, opte pelo presencial. Não depende de internet tampouco de equipamentos eletrônicos.

Fonte: Centro Preparatório Jurídico

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here