José Eliton se reúne com delegados da Polícia Civil

0
1206
Foto: Andre Saddi

O governador José Eliton se reuniu, na tarde de hoje, com os delegados da Polícia Civil de Goiás para debater ações, perspectivas e estratégias relativas ao trabalho da categoria. Ao analisar o cenário atual, fez elogios às conquistas alcançadas nos últimos anos, como a redução dos índices de criminalidade, e reiterou que a prioridade da gestão é o foco no bem-estar do cidadão. Estiveram presentes todos os delegados das regionais e delegacias especializadas da Polícia Civil.

“Devemos continuar nessa agenda, onde o cidadão seja o foco de nossas ações. Meu desejo é ampliar conquistas com persistência, sempre prezando pelo equilíbrio das contas públicas, pois precisamos ter muita segurança na hora de tomar medidas”, afirmou. José Eliton também reafirmou a confiança no trabalho da polícia e o comprometimento de buscar atender as demandas da instituição.

“Temos tido uma ação muito enérgica e firme das forças policiais nos últimos anos. Talvez tenhamos hoje o melhor modelo de Segurança Pública do País. Temos nossas dificuldades, claro, mas não temos problema quanto a ir ao enfrentamento de cada uma delas”, ressaltou.

Dentre as demandas da corporação, estão em estudo para a reestruturação da carreira, lavratura do TCO, e criação de um fundo da Polícia Civil. O secretário de Segurança Pública, Irapuan Costa Júnior, declarou que a corporação tem recebido toda a atenção do governo do Estado na resolução de demandas corporativas, e que tanto ele quanto o governador estão sempre abertos ao debate. O delegado-geral da Polícia Civil de Goiás, André Fernandes, também participou da reunião.

Investimentos

No ano passado, o Governo de Goiás anunciou o maior conjunto de benefícios e medidas da história da Polícia Civil do Estado de Goiás. Realizou a formatura de 400 novos policiais civis, autorizou concurso público para 100 delegados e 550 escrivães e agentes, promoveu 759 homens e mulheres da corporação e criou novas delegacias especializadas. Colocou, ainda, em vigor, a lei que autoriza a aplicação, nas ações de combate ao crime organizado e de lavagem de dinheiro, recursos de bens alienados no enfrentamento a esses delitos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here