Teatro Sesc Goiânia recebe show ‘Primeiramente’

0
3335
Foto: Richardson Umbelino

No dia 10 de maio,quinta-feira, às 20h, o Teatro Sesc Centro recebe o show musical chamado “Primeiramente” para uma última apresentação. Com vocais, guitarra e violão de Ingrid Lobo e bateria e percussão de Paula Bernardes, o show, que fez sua estreia em 2017, traz este ano alguns novos elementos, como a presença da atriz Isabella Naves, que fará intervenções poéticas e provocações com a plateia, e a participação especial da rapper Mana Black.

O show conta com a direção de Wellington Dias, já reconhecido por seus trabalhos em teatro, o que naturalmente confere uma dramaturgia diferenciada pra um show musical. O repertório traz grande diversidade de músicos e bandas brasileiras como Elza Soares, Chico Buarque, Mulamba, entre outros. O projeto conta com o apoio de Richardson Umbelino – Fotografia e Design e JL Studio. Os ingressos custam entre R$ 8 e R$ 22 e podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro SESC Centro.

Lugar de luta política

No show Primeiramente, as artistas revisitam clássicos e novidades da MPB para refletir o que chamam de retrocesso na sociedade. Segundo a atriz Isabella Naves, “Todos os dias nos sentimos vilipendiados, agredidos por governantes que não se enxergam como representantes do povo e legislam apenas para garantir o seu direito como opressor da sociedade. A arte é nossa forma de reflexão, de comunicação e de luta contra esses líderes, algo que espelha esse nosso momento histórico”.

As músicas foram escolhidas por seu teor de reflexão, não apenas político, mas também humano, já que os artistas se dizem preocupados com o ‘clima de ódio’ que parece estar tomando conta do mundo como um todo. Sobre isso, Ingrid Lobo pontua: “Até pouco tempo tínhamos uma impressão de que estávamos no caminho certo, de aceitação de liberdades individuais. Mas o que vemos é um retrocesso, que parece vir do mundo todo! As Redes Sociais viraram um lugar para agredir e ofender quem pensa diferente de nós. Mesmo sociedades historicamente tolerantes parecem estar andando pra trás, como é o caso da Europa e, claro, do Brasil!”.

Por se tratar de um show com duas musicistas já experientes no universo do Rock’n Roll, mesmo as canções mais conhecidas serão vistas com uma nova roupagem. Todas foram rearranjadas, ganhando uma pegada mais enérgica e impactante. Apesar disso, Paula garante que o trabalho também traz suavidade.

Único homem no espetáculo, o diretor Wellington Dias diz gostar de trabalhar com esse elenco feminino, de vozes e gestos. Segundo ele, o trabalho tem essa cara de espetáculo de meninas fortes, corajosas e empoderadas. E comenta: “Cheguei a esse mundo pelas mãos de uma delas e desde então as mulheres têm me mostrado o caminho da luta, da força e da reinvenção. Estar ao lado delas é como estar de volta ao lar”.

Sinopse: Com uma seleção musical que inclui Chico Buarque, Elza Soares, Tom Zé, Lenine, Caetano Veloso e diversos outros artistas, o show PRIMEIRAMENTE faz uma reflexão sobre os tempos em que vivemos e como a música pode ser bandeira de resistência e transformação social. Junto à letras e músicas marcantes da MPB de diversos períodos, os arranjos de guitarra e bateria dividem espaço com intervenções de textos que nos trazem verdades que, normalmente, preferimos deixar caladas. O show dialoga com ação e reação já que acreditamos que é preciso reagir, resistir e reexistir porque, primeiramente…

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here