José Eliton recebe homenagem de servidores anistiados da extinta Caixego

0
852
Foto: Humbero Silva

O governador José Eliton foi homenageado, neste sábado (12/05), em Goiânia, pelos anistiados da extinta Caixa Econômica do Estado de Goiás (Caixego). A homenagem, realizada no Espaço Cultural da Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal, foi em razão da participação de José Eliton na elaboração da lei que reintegra ao serviço público estadual os antigos servidores, resgatando os profissionais que foram penalizados com a liquidação do banco.

O governador disse que o sentimento foi de hora, felicidade e coração leve. “Sentimento de que é possível fazer a boa política e de seguir transformando o Estado. Os anistiados da Caixego contribuem firmemente em diversas áreas do governo com o talento e a experiência que cada um carrega”, afirmou José Eliton.

O presidente da Associação dos Anistiados da Caixego, Antônio Alencar Filho, agradeceu ao trabalho e contribuição do governador José Eliton para que a anistia se concretizasse. “Temos, hoje, anistiados em 140 municípios goianos e companheiros dispersos em 60 bairros de Goiânia. Agradeço, profundamente, ao governador José Eliton. Que ele continue sempre sendo essa pessoa humana, digna, simples e humilde”.

Presente à solenidade, o deputado federal Fábio Sousa falou sobre apresentação de emenda ao projeto de lei que visava a anistia dos servidores. “Governador José Eliton, essa turma tem preparo e conhecimento para ajudá-lo na administração, além de uma coisa que acho importantíssimo: amor pelo Estado”, declarou o parlamentar.

O deputado estadual Humberto Aidar disse que a anistia foi um dos atos mais importantes do governo. “Tenho cinco mandatos e poderia, hoje, encerrar a minha carreira política só por ter participado do momento de maior justiça em Goiás, que a anistia desses servidores, ação prática pelo governador José Eliton e ex-governador Marconi Perillo”.

O ex-governador Marconi Perillo foi representado pelo diretor do Detran, Paulo de Jesus, que reforçou a importância do ato de anistia. “O maior crime contra o Estado de Goiás foi a liquidação da Caixego. Vocês resistiram e, hoje, ajudam a modernizar, inovar e acelerar o Estado de Goiás”, disse Paulo de Jesus. O procurador-geral do Estado (PGE), Luiz César Kimura, acompanhou a cerimônia de homenagem ao governador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here