Desvendando os segredos da ciência

0
1959
Alunos da turma do 3º ano A, os primeiros a lançar os foguetes no pátio da escola

Maria José Rodrigues

Experimento científico realizado em escola da rede estadual mostra como as leis da física fazem parte do cotidiano dos alunos

Clique aqui para ler a matéria em PDF

Do pátio do Centro de Ensino em Período Integral (Cepi) Juvenal José Pedroso, em Goiânia, 15 foguetes verdes transparentes decolaram para um breve voo que, dadas as circunstâncias, não ultrapassou uma altura média de cinco metros.

À primeira vista, a distância pode até ser pequena, ao contrário do entusiasmo e da empolgação dos estudantes que participaram da experiência, realizada na semana passada.

Mas mais do que o inusitado da cena, o que chamou a atenção mesmo foram os materiais utilizados para a confecção do foguete. “Usamos garrafas pet, rolhas de cortiça, filtros de papel, cola, tesouras, cartolinas e papel cartão, fita adesiva, barbante, vinagre e bicarbonato de sódio”, explica a professora Flávia Rodrigues de Araújo, responsável pela elaboração e orientação da atividade.

Para fazer o foguete subir, ela conta que usou vinagre e bicarbonato de sódio, dois produtos de preços bem acessíveis e facilmente encontrados nas casas dos estudantes. “Os foguetes de verdade utilizam esse mesmo princípio para conseguir alçar voo e a aerodinâmica do bico do foguete e das aletas (asas) estabilizaram a garrafa pet para que o lançamento fosse direcionado e estável, além de seguro”, afirma ela.

Leis de Newton

O intuito da professora com o experimento foi mostrar, na prática, o que já havia sido estudado em sala de aula: a terceira lei de Newton, que trata da Ação e Reação. ‘Para toda ação (força) sobre um objeto, em resposta à interação com outro objeto, existirá uma reação (força) de mesmo valor e direção, mas com sentido oposto’, descreveu em 1.687 um dos mais famosos físicos e matemáticos da história.

O projeto foi desenvolvido entre a segunda quinzena de abril e a segunda semana de maio, envolveu 96 alunos do 2º e 3º anos do Ensino Médio e faz parte das aulas práticas de laboratório de Física. A professora afirma que queria realizar uma atividade que unisse, ao mesmo tempo, diversão e utilidade.

Em busca de subsídio para elaborar uma aula mais interessante, Flávia diz que conheceu, por acaso, o site ‘Manual do Mundo’, especializado em conteúdos educativos e de entretenimento. E foi lá que Flávia encontrou todas as dicas para a construção do foguete de garrafas pet.

O experimento que contribuiu para mostrar que as leis da Física fazem parte do cotidiano de todos nós deixou os estudantes ainda mais entusiasmados. É o caso da aluna do 3º ano B, Sara Lima Santos Paes, 16 anos. “Achei muito interessante o fato de criarmos um foguete com materiais simples e colocá-lo no ar apenas com a reação química do vinagre com o bicarbonato. Gosto muito das aulas práticas de laboratório porque elas são bem produtivas por mesclarem questões teóricas com aprendizado prático”.

Elogios

Formada em Biologia pela Universidade Federal de Goiás (UFG) com pós-graduação em Docência do Ensino Superior, Flávia Rodrigues de Araújo leciona no Cepi Juvenal José Pedroso desde 2015. Ela considera que as aulas práticas de laboratório, realizadas também em outras disciplinas como Biologia, Química e Matemática, tornam a teoria mais significativa e contribuem para melhorar a qualidade do ensino-aprendozagem.

“Me sinto muito feliz e satisfeita em ver o comprometimento e o esforço de educadores como a professora Flávia que, a partir de materiais simples e baratos, dão um verdadeiro show ao elaborar experimentos práticos que complementam, de forma dinâmica e criativa, a teoria vista em sala de aula”, elogia a diretora do Cepi, Divina Eterna Correia Rocha.

Saiba Mais

O combustível do foguete caseiro

O vinagre e o bicarbonato de sódio reagem entre si formando gás carbônico (CO2). Quanto mais gás é liberado, maior a pressão no interior da garrafa pet. A subida do foguete acontece porque a pressão chega a um ponto que a rolha é forçada a sair. Quando isso acontece, o vinagre é empurrado para fora em alta velocidade, fazendo com que a garrafa seja lançada rumo ao céu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here