Baldy nega que Progressistas tenha discutido cargos em troca de apoio

0
783
Foto: Divulgação

O Ministro das Cidades, Alexandre Baldy, participou de programa “Manhã Sagres”, veiculado pela rádio Sagres 730, onde esclareceu que o partido Progressistas nunca discutiu questões sobre cargos ou espaços no governo Estadual ou em qualquer outra esfera de Poder Executivo. Na entrevista, ele reiterou a posição do partido de dialogar com todos os pré-candidatos e de poder tomar a decisão até o dia 5 de agosto, data limite para as convenções partidárias.

“Nós do Progressistas jamais discutimos questões de tamanho em governo, cargos em governo ou espaço dentro do governo”, afirmou reiterada vezes. Segundo Baldy, a direção do partido “não tem qualquer entendimento neste momento sobre discutir espaço”, principalmente no que diz respeito à posição de apoio para as eleições de 2018.

O ministro também declarou, no programa, que autorizou o empresário Vanderlan Cardoso a discutir com os pré-candidatos ao governo em Goiás, mas que em momento algum Cardoso teria insistindo em cargos ou espaços no governo estadual. “Ele (Vanderlan) dialoga de uma forma clara, independente e de forma transparente, sem qualquer intenção de manifestação para buscar qualquer tipo de espaço, cargo ou função, seja em prefeitura, governo ou qualquer outro lugar. Desconheço qualquer tipo de tratamento neste sentido, qualquer tentativa que tenha sido realizada entre mim e o governador ou Vanderlan e o governador para que houvesse qualquer tipo de troca de posição ou cargo no Estado”, esclareceu.

Ele também negou que exista alguma tendência pessoal ou do partido em apoiar imediatamente algum pré-candidato: “Não existe ainda nenhuma decisão no Progressistas. Decidimos não ter dependência, dialogamos com todos os pré-candidatos. Ainda não há nenhuma tendência ou posição e há total independência para que o partido, em Goiás, decida até o prazo, dia 5 de agosto.

Baldy ainda lembrou que o Progressistas goiano tem a maior bancada no Congresso Nacional, um ministro de Estado em uma das principais pastas do governo Federal, e contribui no governo Estadual com quadros técnicos capacitados na Agehab e Secima.