PMs e Bombeiros serão um braço forte da administração de Goiás, diz Ronaldo Caiado

0
2295
Foto: Divulgação

A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros serão um braço forte da administração estadual e ocuparão cargos de inteligência e estratégia política em Goiás para ajudar a definir prioridades para o Estado. Este foi o compromisso firmado nesta segunda-feira (11/06) pelo senador Ronaldo Caiado (Democratas) com representantes da categoria que estiveram com ele para um café da manhã ao lado do senador Wilder Morais (Democratas) e do deputado estadual Major Araújo (PRP). O encontro reuniu presidentes de associações da polícia militar e dos bombeiros, entre eles o presidente da Associação dos Oficiais da Polícia e do Corpo de Bombeiros Militares de Goiás, Alessandri da Rocha.

“Sempre atuei em defesa da Polícia Militar no Congresso Nacional. Nunca houve de minha parte uma posição dúbia em relação à instituição. Sei da importância dela e por isso sempre a defendi. Se chegarmos ao governo, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros irão ocupar um cargo de inteligência, de estratégia política, de informação. Não será um mero cidadão colocado por ser simpático ao governo, é por mérito. Terá a responsabilidade de acompanhar a parte orçamentária, de segurança, de estratégia e de prioridades para o governo. É assim que se governa. São vocês os responsáveis pela segurança pública”, defendeu Ronaldo Caiado.

Ronaldo Caiado também se comprometeu a dar transparência aos gastos públicos, o que não ocorre na atual gestão e prejudica o funcionamento dos setores que atendem os cidadãos. Hoje, segundo afirma, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros não têm autonomia porque o governo usa recursos para jogar na conta centralizadora e garantir o pagamento de servidores públicos. “A prioridade de um governo tem de ser na transparência das ações, utilização correta do dinheiro público, prioridade às instituições que merecem ser respaldadas”, disse.

“Aula de segurança pública”

Ao abrir espaço para os discursos, Alessandri da Rocha falou rapidamente das necessidades da categoria e revelou que as demandas hoje dificilmente são atendidas pelo atual governo. “Estamos do lado da sociedade e temos esperança de que o próximo governador irá olhar nossas pendências. E Ronaldo Caiado é um pré-candidato muito forte”, reconheceu.

Ao final do encontro, o tenente-coronel afirmou estar satisfeito com a fala dos senadores. “Ronaldo Caiado e Wilder Morais nos deram uma aula sobre segurança pública, sobre saúde, sobre educação, mostrando inclusive que são pessoas extremamente preparadas para os cargos que pleiteiam”, assegurou.

O deputado Major Araújo também acompanhou o encontro e deu o seu testemunho sobre a seriedade de Ronaldo Caiado, a quem reforçou o apoio. “Já participei do atual governo e posso estabelecer as diferenças entre ele e Ronaldo Caiado. Posso garantir que, com Ronaldo Caiado, o diálogo com a Polícia Militar será muito maior. Ele irá garantir a autonomia da instituição. A segurança pública pode avançar muito, basta ser prioridade de governo”, garantiu.

O presidente da Associação de Subtenentes e Sargentos, Luis Cláudio, entregou aos senadores as reivindicações da categoria e ouviu de Ronaldo Caiado o compromisso de priorizá-las se eleito governador. “Encaminhamos nossas propostas, as sugestões das entidades para que o pré-candidato possa inserir no seu plano de governo. São propostas plausíveis que tratam de direitos e prerrogativas dos policiais militares, bombeiros militares e pensionistas do Estado de Goiás”, contou.

Também presente na reunião, o coronel Éber Martini fez uma avaliação positiva da fala do democrata. “A visita do senador Ronaldo Caiado aqui na Polícia Militar, além de honrosa, nos traz uma nova perspectiva em termos de podermos nos instruir e nos aparelhar para um melhor combate e um melhor crescimento da política de segurança pública”, assegurou.

Equiparação

Ronaldo Caiado também reforçou que é necessária e urgente a equiparação salarial na polícia militar de Goiás. O parlamentar firmou compromisso recentemente de reajustar a remuneração de R$ 1,5 mil recebida por policiais de terceira classe, categoria criada pelo atual governo do estado. Para Ronaldo Caiado, essa terceira classe não deve existir: “Não vamos admitir essa divisão que só diminui a moral da tropa e não valoriza o trabalho de policiais e bombeiros”, destacou.

Ronaldo Caiado enfatizou a dedicação da polícia de Goiás e se comprometeu a investir na segurança pública e na valorização da corporação. “Se nós chegarmos ao governo do estado, não terá policial de terceira categoria no nosso governo. Nós não vamos sucatear a segurança pública do nosso estado. Pelo contrário, a segurança pública será elemento primordial para que Goiás resgate credibilidade, investimento, oportunidade de gerar emprego e um combate eficiente a criminalidade que cresce cada dia mais”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here