Saúde na Praça: No Dia Nacional de Combate à Asma, HGG oferece serviços gratuitos

0
497
Foto: Divulgação

Evento acontece nesta quinta-feira, 21 de junho, na Praça Abrão Rassi, localizada em frente ao HGG. Serão oferecidos serviços como aferição de pressão, testes de glicemia, além de orientações com profissionais

De acordo com a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), do Ministério da Saúde e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 6,4 milhões de brasileiros com mais de 18 anos têm asma, doença crônica mais comum no País, que afeta as vias respiratórias e o pulmão. A doença é de difícil diagnóstico e pode se agravar com o tempo seco, além de não ter cura. Em alusão ao Dia Nacional de Combate à Asma, o Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG promove nesta quinta-feira, 21 de junho, mais uma edição do Saúde na Praça.

Entre 7h e 12h, a unidade oferecerá na Praça Abrão Rassi, que fica em frente ao HGG, serviços gratuitos e orientações para a população. O evento contará com aferição de pressão e teste de diabetes. Além disso, os profissionais do Serviço de Fisioterapia e de Pneumologia estarão à disposição do público para tirar as dúvidas. O objetivo da ação é alertar a população sobre os sintomas que podem indicar o diagnóstico, além de orientar sobre como prevenir às crises.

Asma

Asma é o estreitamento dos bronquíolos (pequenos canais de ar dos pulmões) que dificulta a passagem do ar provocando contrações ou broncoespasmos. Quando os bronquíolos inflamam, segregam mais muco o que aumenta o problema respiratório. Na asma, expirar é mais difícil do que inspirar, uma vez que o ar viciado permanece nos pulmões provocando sensação de sufoco. A asma acomete pessoas de qualquer idade. A maioria dos casos, todavia, é diagnosticada na infância e é comum manifestar-se em pessoas de uma mesma família.

Fatores de risco

Entre adultos destacam-se o fumo e a exposição a produtos irritantes. Pais fumantes provocam aumento considerável da susceptibilidade nas crianças. Pólen, mofo, ácaros, fumaça de cigarro, poluentes do ar, gases químicos, inseticidas, poeiras e até determinados alimentos, como o leite e os ovos, podem desencadear as crises.

Além disso, resfriados e gripes, o estresse emocional e a prática de exercícios vigorosos podem agravar os sintomas. Instalada a crise, pacientes adultos (e, se crianças, seus pais) podem entrar em pânico, o que agrava o problema.

Serviço:

O que: Dia Nacional de Combate à Asma no HGG

Quando: 21 de junho (quinta-feira)

Onde: Praça Abrão Rassi, em frente ao HGG

Horário: de 7h às 12h

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here