FCO fomenta economia goiana com novos recursos

0
1073
Foto: Internet

O Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO) fomenta a economia goiana ao liberar mais R$ 108,3 milhões para 30 projetos nas áreas rural e empresarial que vão gerar 273 empregos diretos na Capital e no interior goiano. Os projetos foram aprovados pelo Conselho de Desenvolvimento do Estado de Goiás (CDE), em reunião nesta terça-feira (26/06), presidida pelo Secretário Executivo do Conselho Estadual de Desenvolvimento do Estado, ligado à Secretaria de Desenvolvimento (SED), Agmar Ribeiro dos Santos.

Os nove projetos da área empresarial demandaram recursos da ordem de R$ 65 milhões. Entre eles está o da Companhia Thermas do Rio Quente que vai investir R$ 18,82 milhões na ampliação da rede hoteleira e do parque aquático no município de Rio quente. A empresa Rio Construtora e Hotel também vai investir R$ 11,55 milhões num hotel na cidade de Itumbiara, enquanto a Gado Gordo Nutrição animal teve aprovada a carta consulta pleiteando recursos da ordem de R$ 8,84 milhões para implantar uma indústria de rações e sais minerais em Mozarlândia.

Setores de comércio, varejo, de construção civil, indústrias de rações, transporte de cargas, logística, beneficiamento de grãos, hotelaria e turismo, alimentação, consultório odontológico, pequenas empresas, frigoríficos são outros projetos contemplados com os financiamentos do FCO em Goiás na reunião desta terça-feira. As empresas vão expandir suas atividades ou se implantarem nos municípios de Rio Verde, Itumbiara, Mozarlândia, Uruaçu, Trindade, Aparecida de Goiânia, Rio Quente e Goiânia.

No setor rural, foram aprovados investimentos para construções de estruturas, aquisição de matrizes de gado e produção de insumos para garantir a produção de carnes, leite e grãos para os consumos interno e externo. O FCO Rural aprovou 12 cartas-consultas com pedidos de financiamentos que somam R$ 43,2 milhões para serem investidos nos municípios de Itaberaí, Mineiros, Jataí, Piracanjuba, Aporé, Paraúna, Campo Alegre de Goiás, Edéia, Matrinchã e Turvelândia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here