Dona Iris, Maguito e lideranças de 11 municípios reforçam apoio a Daniel

0
706
Foto: Divulgação

Dezenas de lideranças políticas do DEM e do PSDB, em Itaberaí, cansaram de formar a base deste grupo político que está há 20 anos no poder e decidiram apoiar uma nova mudança para Goiás. Assim, este grupo se filiou ao MDB e ajuda a ampliar a rede de apoio já conquistada pelo pré-candidato ao governo do Estado, Daniel Vilela. Ainda compareceram ao evento lideranças de 11 municípios.

Foi durante a posse do ex-prefeito de Itaberaí Dr. Benedito Araújo (ex-PSDB), que assumiu o comando da Comissão Provisória do MDB do município, que o partido recebeu a filiação em massa, incluindo Wagner Ribeiro e Nivaldo Mello, que foram candidatos a prefeito e vice de Itaberaí pelo DEM.

A pré-candidata a deputada estadual Iris de Araújo reafirmou o seu apoio ao nome de Daniel Vilela e demonstrou sua convicção na capacidade de liderança do pré-candidato ao governo de Goiás. “Nós não podemos aceitar o que está sendo feito com o nosso Estado. Por isso, o MDB se levanta. Nos unimos em torno da candidatura de Daniel, um jovem com determinação e que tem um grande amor pelo Estado, a ponto de se colocar à disposição de ser um pré-candidato a governador. Então, nós vamos caminhar juntos, eu e Daniel”, afirmou Dona Iris. “Eu só sento em mesa com companheiros engajados com a nossa causa”, completou.

Para a ex-deputada, Daniel ainda possui atributos que o qualificam para ser a melhor opção entre os postulantes ao Palácio das Esmeraldas. “Como oposição, nós temos que combater esse governo que aí está. Daniel vai mudar Goiás. Não porque é jovem, mas porque teve experiência adquirida como político e na caminhada com Maguito”, defendeu.

Daniel Vilela ouviu as principais reivindicações da população e reconheceu as carências dos goianos, reféns da má gestão do grupo político que há 20 anos está no comando de Goiás. “A preocupação de Itaberaí é legítima. Na área da saúde devemos implantar soluções modernas e úteis para a população. Quem precisa ser atendido, deve ser atendido. Em Goiânia, o Hugol (Hospital Estadual de Urgências) se tornou um elefante branco que só atende 40% de sua capacidade. Se um cidadão procurar atendimento, muito provavelmente não vai encontrar”, analisou.

O emedebista alertou, ainda, para questão da falta de responsabilidade fiscal do governo, que apresentou um déficit orçamentário da ordem de R$ 3,6 bilhões. “Esse montante representa mais de duas vezes o valor de folha de pagamento. Os servidores correm sério risco de não receber seus salários nos meses de novembro e dezembro”.

Há ainda a necessidade de se modernizar a gestão pública, que parece ter estagnado em um passado muito distante, com práticas absolutamente arcaicas. “Goiás precisa chegar ao século XXI, sair do governo analógico e entrar na era digital”, disse.

Daniel ainda aproveitou a oportunidade para rebater a principal crítica de seus rivais políticos. “Os meus adversários me deixam muito feliz quando dizem que meu defeito é ser jovem. Revela o preconceito contra a juventude e a falta de argumentos contra a minha pré-candidatura. Eu sou jovem, sim. Mas, o importante é estar aliado com as maiores referências políticas e administrativas do nosso Estado. Como a Dona Iris, que tem uma grande trajetória, que foi deputada federal, senadora, que acompanhou Iris Rezende uma vida inteira, ele que é o maior nome da nossa política. E Dona Iris ainda tem muito a contribuir com nosso Estado”, destacou.

Pai de Daniel, o ex-governador Maguito Vilela assegurou a capacidade intelectual e a disposição do pré-candidato para liderar uma nova mudança em Goiás. “Não é porque é meu filho. Se ele não estivesse preparado, eu jamais deixaria ele se candidatar. Se Daniel não estivesse preparo, o Iris Rezende e a Dona Iris jamais referendariam a candidatura do Daniel. Ele é jovem, mas se preparou muito. Estudou muito, se tornou político, adquiriu experiência. Daniel é a melhor opção para Goiás”, afirmou.

Apoio incondicional

Entre as lideranças presentes, destaque para emedebistas Wagner Siqueira, pré-candidato a deputado estadual; Agenor Mariano e Pedro Chaves, pré-candidatos ao senado; os ex-prefeitos Mazinho, Ramiô e Abner Curado, respectivamente pelos municípios de Heitoraí, Itaguari e Goiás; as lideranças de Americano do Brasil, Jussara, Itauçu, Turvânia, Mara Rosa, Palmeiras e Itapuranga, bem como da própria Itaberaí.

Em seu discurso, Pedro Chaves destacou a atuação de Daniel na Câmara Federal. “Ele é um deputado respeitadíssimo no Congresso Nacional. Temos um pré-candidato extremamente qualificado, o melhor para Goiás. Daniel tem as melhores e mais modernas ideias. Podemos mudar o nosso Estado. Vamos fazer as transformações que Goiás precisa com Daniel Vilela governador”, disse.

O mais novo emedebista, Wagner Ribeiro, afirmou que seu grupo está empenhado para eleger os representantes que ele considera mais adequados para o município. “O Waguinho, Dona Iris e Daniel Vilela são os nossos candidatos”, confirmou. Para o vice-presidente nacional do PHS, Tião Bola, Goiás pode ter um futuro bastante promissor a partir de 2019. “Goiás vai voltar a andar pra frente com Daniel Vilela governador e todas as lideranças aqui presentes unidas”, disse.

Desenvolvimento 

De acordo com o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal, divulgado na última quinta-feira, o município de Itaberaí está na 17ª posição no ranking de Goiás e somente na 531ª colocação na classificação nacional. O índice também revela que a melhor cidade goiana destacada pelo estudo, Chapadão do Céu, aparece somente em 72º lugar entre os municípios brasileiros.

Os dados evidenciam que o baixo desenvolvimento municipal dos municípios goianos ao longo dos últimos 20 anos e reflete, diretamente, a ineficiência do atual governo de Goiás. Afinal, não tem como o Estado se desenvolver sem que os investimentos sejam feitos no tempo certo, nas áreas certas e na intensidade correta.

Daniel Vilela aposta no uso de tecnologia de ponta para melhorar a eficiência da gestão pública e, consequentemente, beneficiar diretamente o atendimento à população que mais precisa dos serviços públicos. “Uma das minhas propostas é o prontuário eletrônico da saúde, em que todo o histórico de consultas, exames e receitas medicas de um paciente poderá ser acessado por qualquer médico atuante no sistema de saúde do Estado”, reforçou. “Um aplicativo que vai ser desenvolvido ainda vai permitir que o usuário preencha a sua ficha cadastral e o próprio App indique os locais mais próximos de atendimento de acordo com a necessidade”, completou.

“O mundo está caminhando para a conectividade e temos que acompanhar este movimento. Do mesmo jeito que você resolve muitas coisas através de um smartphone na palma da sua mão, como operações bancárias, solicitar um serviço de transporte ou comprar algo, por exemplo, o Estado também deve apostar em soluções tecnológicas deste novo tempo que melhorem a vida das pessoas”, frisou Daniel.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here