“Nossos adversários representam o continuísmo de 20 anos de governo”, afirma Daniel Vilela

0
649
Foto: Divugação

Pré-candidato ao governo do Estado afirma que concorrentes não mostraram trabalho por Goiás e que o MDB representa a verdadeira renovação depois de 20 anos de um mesmo grupo no poder. Deputado destaca que Caiado indicou José Eliton para o governo e integrou a base em 16 dos últimos 20 anos

O pré-candidato do MDB ao governo de Goiás, Daniel Vilela, disse na manhã deste sábado (30), durante o lançamento da pré-candidatura do empresário Edwal Tchequinho (MDB) a deputado federal, em Rio Verde, que os pré-candidatos ao governo do PSDB (José Eliton) e do DEM (Ronaldo Caiado) representam o continuísmo dos últimos 20 anos de uma gestão que levou Goiás a recordes de homicídios e retrocessos como no abastecimento de água e na gestão fiscal. “O atual governador e candidato à reeleição é cria do Caiado. Foi uma indicação pessoal dele para ser vice de Marconi (Perillo) em 2010. Sempre foram do mesmo grupo que hoje se mostra cansado e incapaz de enfrentar os desafios do Estado”, afirma Daniel Vilela.

O parlamentar citou as passagens de Eliton por secretarias de Estado: “Ele foi secretário de Segurança Pública e hoje temos recordes de homicídios e a falta de valorização do policial e de investimentos; foi secretário de desenvolvimento e fez o Estado cair no ranking de competitividade; foi presidente da Celg e a empresa acabou sendo vendida; agora é governador e está claro que não está dando conta de cuidar do Estado.”

Daniel também questionou a atuação parlamentar de Caiado, detentor de mandatos desde a década de 1990. “Pergunto a vocês: o que ele fez por Rio Verde em quase 30 anos de vida pública? Será que a população quer a verborragia dos discursos em tribuna ou quer ação efetiva pelo bem da população goiana, das pessoas mais humildes?”. O deputado citou que, em apenas um mandato, já direcionou cerca de R$ 5 milhões em recursos para o município do Sudoeste.

Ao defender o uso da tecnologia para modernizar os serviços públicos prestados pelo Estado, o pré-candidato do MDB disse que a política no estado também precisa avançar: “É preciso fazer com que a política goiana chegue ao século 21. Ainda existem muitos políticos que praticam a política do século passado, de coronelismo, de mentiras.”

O emedebista criticou o descaso do governo com Rio Verde, um dos principais municípios do Estado, seja no panorama econômico ou social. “Toda vez que vejo esse anel viário aqui, que parece mais uma ciclovia e mal passa um carro por vez, penso no quando este governo não valoriza Rio Verde. Nós, do MDB, somos diferentes. Foi no governo de Maguito Vilela que a Perdigão veio para Rio Verde e deu um salto de desenvolvimento no município.” Maguito, também presente no evento, lembrou Tchequinho era secretário municipal de Agricultura e foi fundamental na articulação para a vinda da Perdigão.

NOVA POLÍTICA

Para Daniel, a nova política se faz com compromissos sérios e realizáveis. “Vocês não me verão assumir compromissos que o Estado tenha condição de atender. Nossa prática política é de assumir compromissos possíveis de serem realizados, de ser verdadeiro com a população.” Ele citou avanços factíveis a serem alcançados em Saúde e Segurança por meio do uso de uma gestão focada na eficiência, com auxílio da tecnologia. “É possível dar atendimento rápido e próximo ao cidadão com um aplicativo que reuna suas informações e a lista de médicos que atendam a serviço do poder público. É também possível melhorar a segurança por meio de monitoramento massivo e investimentos em inteligência.”

O lançamento da pré-candidatura de Tchequinho – empresário do agronegócio, foi executivo da Perdigão, secretário de Agricultura de Rio Verde e é diretor da Associação Brasileira Pró-Industrial de Goiás (ADIAL-GO) – reuniu os pré-candidatos ao Senado pelo MDB, deputado federal Pedro Chaves e o ex-vice-prefeito Agenor Mariano; e o deputado estadual pré-candidato à reeleição, Wagner Siqueira. O ex-governador Maguito Vilela também esteve presente.

Os pré-candidatos e Maguito destacaram as qualidades de Tchequinho como nome qualificado para representar Rio Verde na Câmara dos Deputados. “Tchequinho é um homem muito preparado. Me ajudou na vinda da Perdigão aqui para Rio Verde, foi muito talentoso na articulação e usará essa qualidade no Congresso para valorizar Rio Verde, o Sudoeste e Goiás.

“Nosso governo será composto com base em competência, expertise e know-how. Esses serão os fatores determinantes para a ocupação de funções no Estado e o Tchequinho é alguém que cumpre todos esses requisitos. São pessoas como ele que farão Goiás avançar novamente”, afirma Daniel Vilela.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here