Museu Pedro Ludovico será reaberto nessa quinta-feira

0
3027
Foto: Internet

A data celebra também os 76 anos do Batismo Cultural de Goiânia

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce), reabre nessa quinta-feira, 5 de julho, às 9 horas, as portas do Museu Pedro Ludovico. A data celebra também os 76 anos do Batismo Cultural de Goiânia. A solenidade de reabertura contará com apresentações de música erudita e com as presenças do secretário Marcos das Neves, superintendente executivo de Cultura PX Silveira e outras autoridades estaduais e municipais, além de representantes do setor cultural.

Segundo PX Silveira, o MPL é um equipamento importantíssimo para a cidade, que comemora agora seu batismo cultural. “O Museu volta não somente com a reabertura física, mas também com o ímpeto que vai se fazer mostrar a partir dessa reabertura”, disse o superintendente. Na solenidade, será anunciada a nova programação, novo horário de funcionamento e a criação de um conselho consultivo de notáveis, que vem para dar mais visibilidade ao Museu e à sua importância. PX explica que serão convidados representantes de todas as áreas para esse conselho, não apenas na cultura, para dar uma nova vida ao local.

O prédio passou por obras na casa principal e anexos, reforma do telhado, com aplicação de subcobertura, e pintura interna e externa resgatando as cores originais do edifício.

Com a reabertura, o Museu Pedro Ludovico Teixeira volta a receber o público de visitantes, assim como atender a estudantes e pesquisadores do acervo disponível sobre a história da cidade de Goiânia e de seu fundador, Pedro Ludovico Teixeira.

O Museu e antiga casa de Pedro Ludovico fica no Centro da cidade, na rua Gercina Borges, nº133. A entrada é gratuita.

A casa de Pedro e Gercina
Pedro Ludovico Teixeira, fundador de Goiânia, era médico, nascido na cidade de Goiás no dia 23 de outubro de 1891, e falecido em Goiânia, no dia 16 de agosto de 1979. Foi casado com Dona Gercina Borges Teixeira, primeira-dama com extenso trabalho social.
Segundo o historiador e superintendente de Ação Cultural da Seduce, Nasr Chaul, a abertura do Museu é fundamental por se tratar de uma casa histórica com documentação ampla sobre Goiânia e sobre Pedro Ludovico. Segundo Chaul, Pedro é um dos ícones mais importantes de Goiás, um homem que alterou o processo histórico do Estado, um humanista que utilizou o saber médico para resgatar a ideia do século 18 e 19 da mudança da capital.

Foto: Divugação

Como explica o historiador, Pedro Ludovico coordenou todo um processo representando as regiões Sul e Sudoeste do Estado e edificou uma nova capital com o propósito de projetar Goiás regional e nacionalmente. Esse processo alterou fortemente o desenvolvimento e representatividade dessas regiões. Em um momento em que o Brasil passava pela Era Vargas, Pedro representou para Goiás o que Vargas representava para o Brasil.
Para os interessados na história, toda o acervo de Pedro a Venerando de Freitas está disponível em formato digital no Museu Pedro Ludovico e, também, no Centro Cultural Marieta Telles Machado, na Praça Cívica.

Batismo Cultural
Fundada na década de 1930, Goiânia teve sua pedra fundamental lançada em 24 de outubro de 1933. O Batismo Cultural da cidade ocorreu em 5 de novembro de 1942, no recém construído Teatro Goiânia, e foi considerado uma inauguração oficial da cidade, que passou a ser conhecida em todo o país e a receber turistas e ilustres do meio artístico, político, musical e cultural.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here