Câmara Municipal reconhece trabalhos de Wilder Morais e Ronaldo Caiado em prol de Hidrolândia

0
660
Foto: Divugação

Os senadores Ronaldo Caiado e Wilder Morais, ambos do Democratas, foram aplaudidos de pé por centenas de pessoas que lotaram o plenário da Câmara Municipal de Hidrolândia. Wilder Morais recebeu o título de cidadão hidrolandense e Ronaldo Caiado foi condecorado com uma placa em homenagem ao seu trabalho pelo vice-prefeito Casimiro Netto (Democratas).

O reconhecimento dos hidrolandenses a Wilder Morais e Ronaldo Caiado resulta do trabalho realizado pelos democratas a favor do município. Juntos, eles destinaram mais de R$ 3 milhões em emendas para a aquisição de máquinas e veículos, além de melhorias urbanas e a construção de equipamentos como hospitais e um Centro do Idoso.

Ao abrir os trabalhos da solenidade, o presidente da Câmara de Hidrolândia, Júlio Franklin (PSC), sublinhou que a iniciativa vem de encontro aos interesses da população, satisfeita com o trabalho realizado pelo jovem senador, que completou 50 anos na semana passada, mas que soube contornar as dificuldades de um iniciante da política para beneficiar a população de Goiás.

Foto: Divugação

“Estamos reconhecendo o mérito tanto de Wilder Morais quanto de Ronaldo Caiado, que agiram para beneficiar a nossa cidade e nós, como representantes diretos da população, não poderíamos deixar passar em branco a atuação deles em prol de Hidrolândia. É uma honra para nossa comunidade receber dois parlamentares da estirpe deles”, acrescentou.

Propositor do título de cidadania, o vereador José Delio Jr. (Podemos) enalteceu a capacidade de trabalho e de articulação política de Wilder Morais ao longo dos últimos seis anos em benefício dos 246 municípios goianos. “Wilder é um político despido de vaidades e sua história de vida é um exemplo para todos nós, de quem começou lá embaixo, filho de Taquaral, e que chegou a dirigente de um conglomerado empresarial e a um mandato de senador”, afirmou.

Presente

Emocionado com a homenagem, Wilder Morais agradeceu aos vereadores de Hidrolândia e relembrou suas primeiras andanças pela cidade, ainda como suplente de senador, e os benefícios que seu mandato trouxe para a cidade.

Wilder ficou surpreso ao ser avisado da presença de sua mãe, Maria Angélica Morais, na sessão solene. O democrata destacou a importância da figura materna em sua jornada. “Ela me deu o ânimo de nunca desistir, mesmo nos momentos mais delicados. É uma honra tê-la por perto”, disse.

Sem perder tempo, ele anunciou também uma boa nova, fortemente aplaudida pelo público no auditório-plenário. “Meu reconhecimento à cidade se dará em uma emenda de R$ 500 mil a ser proposta nos próximos dias e os vereadores que vão definir qual obra será contemplada pela verba. Não sou de fazer simples promessas, mas de realizar ações que estejam aos olhos da população”, asseverou.

Reconhecimento

Ao conceder a placa comemorativa a Ronaldo Caiado, o vice-prefeito de Hidrolândia, Casimiro Netto, rememorou a atuação política do democrata ao longo de seus mandatos como deputado federal e senador para trazer emendas para beneficiar a cidade.

“Ao andar por Hidrolândia nós ‘trupicamos’ em emendas do senador Caiado e do senador Wilder, enquanto os projetos financiados pelo [programa] Goiás na Frente estão parados, mesmo com o prefeito sendo do grupo político do governador”, reforçou.

Ao discursar, o líder do Democratas no Senado Federal agradeceu o carinho dos hidrolandenses a Wilder Morais e a ele próprio, que sempre teve boas votações na cidade, e retribuiu os votos recebidos com ações que propiciaram o desenvolvimento do município.

Finanças

Na oportunidade, Ronaldo Caiado rebateu as acusações do governo estadual de que ele poderia prejudicar o desenvolvimento de Goiás por ter apresentado um requerimento no último dia 26 de junho, na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal, convocando o ministro da Fazenda Eduardo Guardiola e o presidente da Caixa Econômica Federal, Nelson Antônio de Souza para explicar em uma operação de empréstimo de R$ 510 milhões em andamento entre o estado e a Caixa Econômica Federal. A iniciativa foi aprovada pelos membros da CAE.

Goiás hoje tem nota C no ranking de capacidade de pagamento (CAPAG) do Tesouro Nacional, quando a exigência é que se tenha notas A ou B para a União autorizar esse tipo de operação. A Cixa concedeu o empréstimo recebendo como garantia receitas tributárias, no caso, cotas do Fundo de Participação dos Estados (FPE), o que é proibido pela Constituição.

Para que recursos fruto de arrecadação sejam usados como garantia de uma operação de crédito, a União deve figurar como parte do contrato, o que não acontece com o caso de Goiás. A determinação está expressa no artigo 176 da Constituição.

“Estão querendo colocar a culpa em mim dos problemas que eles causaram ao longo dos últimos anos. Não venham com esta história. Esse governo que esta aí vendeu a Celg a preço de banana, gastou R$ 1,2 bilhão com propaganda e paga outros R$ 1,45 bilhão de juros da dívida pública”, observou Caiado. “Quem está levando a máquina pública para um caos semelhante ao Rio de Janeiro é este grupo político, que se omite enquanto há 55 mil pessoas na fila de espera de uma cirurgia, a polícia perde efetivo e não trabalha com equipamentos”,  concluiu.

Deputados

Três dos representantes da frente Unidos para Mudar Goiás na Assembleia Legislativa, Dr. Antônio, José Nelto e Lívio Luciano também fizeram questão de destacar a curta e promissora trajetória de Wilder Morais na política e a firme luta de Ronaldo Caiado em prol do estado contra os desmandos do grupo político que governa há 20 anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here