Entrevista | Hora de fazer novas descobertas

0
3298
Foto: Internet

Fabiola Rodrigues

Psicóloga clínica de criança, adolescente e família, a psicoterapeuta Ludmila Venturoli fala sobre a importância das férias para o desenvolvimento do estudante e dá importantes dicas de para que o aprendizado continue acontecendo mesmo fora da sala de aula. Ela explica que é muito importante que as crianças tenham o tempo de brincar não apenas nas férias, mas se possível todos os dias, mesmo que a rotina delas seja organizada para tarefas escolares ou outras atividades.

Portanto, a brincadeira precisa estar incluída no dia a dia, pois o simplesmente brincar é essencial para o desenvolvimento da criança. Além do atendimento clínico, Ludmila desenvolve trabalhos de coach e ministra palestras para estudantes, pais e professores para ajudálos em seus processos de autoconhecimento e incentiva maior sintonia nas relações familiares e escolares. “Tenho tentado ajudar essa turma a se conhecer melhor. Quero contribuir para que as pessoas encontrem mais harmonia entre si”, diz

Férias escolares

Ludmila Venturoli é Psicóloga Clínica Foto: Divulgação

Tribuna do Planalto: Qual a importância das férias escolares?

Ludmila Venturoli: Este período é necessário, é um momento de descanso de todas as atividades escolares ao longo do semestre. A criança, o adolescente precisa descansar o corpo, a mente. Os jovens que estão se preparando para os vestibulares também precisam desse descanso, porque nosso cérebro é uma máquina perfeita, mas ela como qualquer outra necessita de manutenção. Esse recesso é uma preparação para que eles consigam chegar bem no segundo semestre e terminar o ano em estado físico e emocional saudável. O primeiro fator para que às férias sejam proveitosas é respeitar o tempo de descanso das crianças e adolescentes. Nesse intervalo os estudantes estão mais livres para realizar outras atividades e descobrir coisas diferentes, que no dia a dia não tem como serem feitas.

É possível continuar aprendendo mesmo sem ir à escola?

Costumo dizer que existe um solo que precisa estar sólido para a criança conseguir aprender, o desenvolvimento emocional e a saúde da criança é esse terreno fértil para que o aprendizado aconteça. Então é importante observar a relação dela na família, nos contextos além da escola como ambientes que também vão favorecer o aprendizado. As brincadeiras são extremamente importantes para estimular o desempenho cognitivo, psicomotor, todas as habilidades que não estão ligadas diretamente ao aprendizado formal da escola, mas são uma base necessária para que quando a criança entrar na escola e ela estiver no processo de alfabetização, por exemplo, já ter condições motoras e cerebrais de aprender. Tem muitas coisas envolvidas além do ambiente escolar, para que haja aprendizado, ele não acontece somente em sala de aula.

Qual a importância de brincar, além de estudar?

Foto: Divulgação

É muito importante que as crianças tenham o tempo de brincar. Isso não só nas férias, mas se possível todos os dias, mesmo que a rotina delas seja organizada para tarefas escolares ou outras atividades, a brincadeira precisa estar incluída no dia a dia. A família deve respeitar e ter consciência que o momento de simplesmente brincar é essencial para o desenvolvimento da criança, do adolescente. Esse brincar é um tempo que a criança tem para entrar no seu mundo lúdico, na imaginação, usar seu corpo nas brincadeiras, experimentando, descobrindo para que ela tenha autoestima, se conheça melhor. Nesse livre brincar onde a criança conduz as ideias, é interessante o adulto se permitir a entrar no universo dela, na brincadeira, no conto de fada que ela está vivenciando. Isso cultiva vínculos. Os pais devem se permitir acessar o mundo da criança, do adolescente para que construam e nutram a boa relação familiar, já que este vínculo é essencial para o sucesso acadêmico. São detalhes a serem observados, pois muita vezes o olhar dos pais está voltado somente para o desempenho escolar, das notas.

É possível aproveitar esse período de descanso mesmo com pouco dinheiro?

O mais importante é o contato com a família, a convivência saudável. Mesmo sem condições financeiras dá para desfrutar desse momento de descanso, basta usar a criatividade. Em casa mesmo muitas brincadeiras e atividades podem ser feitas, ou realizar passeios que não tenham custos. Esses períodos servem como oportunidade de construir e cultivar as relações e vínculos entre a família e amigos. É um tempo bastante produtivo. Embora o estudante não esteja na escola aprendendo conteúdo as férias são um momento muito importante para a saúde emocional e também para o aprendizado.

É momento de distanciar dos aparelhos tecnológicos e redes sociais?

É importante brincar de brinquedos, um jogo, uma massinha, argila… permitir que essas crianças tenham essas experiências. O problema é que muitos pais querem apresentar as brincadeiras antigas obrigando os filhos a tirarem o telefone da mão, e não é assim, é interessante mostrar aos adolescentes de forma atrativa. Que tal os pais contarem como era a infância deles, contar histórias das brincadeiras de uma maneira legal! Com certeza a criança vai se interessar. É importante saber falar, convencer de um jeito legal sem forçar a barra, dialogando.

As férias ajudam o estudante a processar as informações que foram aprendidas até agora?

Nosso processo de aprendizagem é algo complexo, e todos têm um tempo de assimilação de novos conteúdos e receber as informações, mas todos precisam de um período para absorver os conteúdos. O tempo de descanso é fundamental para aprender. A pausa é necessária para uma boa produtividade seja nas relações, na escola, no trabalho. Mesmo o adolescente que esteja estudando para os vestibulares de fim de ano, ele precisa parar neste momento para descansar.

É hora de esquecer os livros?

Acredito que nós precisamos nos permitir a este tempo de descanso e deixar o material escolar na mochila e fazer outras atividades tão ricas quanto e importantes também. Para as crianças pequenas, inclusive esquecer os livros escolares, no máximo ler alguma historinha do universo infantil. Para os adolescentes que têm objetivo de alcançar vaga na universidade, eles podem aproveitar as férias para fazer alguns ajustes quanto a alguma matéria atrasada, mas o mais importante é priorizar o período de descanso.

Qual e melhor maneira de sair da rotina durante os 30 dias de férias?

É preciso usar a criatividade e fazer o que seja possível. Convidar as crianças e adolescentes a ter essas ideias, permitir que tenham liberdade. Comece onde você está do jeito que pode! E valorize isso. O maior recurso são os pais estarem perto dos filhos. Ficar em casa não significa ter que assistir televisão ou mexer no celular. Dá para desenvolver a criatividade entre pais e filhos com o que se tem. Pode-se criar um desenho, um jogo, ir a um parque, tem tantas coisas legais para fazer. O filho pode participar do universo dos pais, ir um dia ao trabalho deles. A alegria da vida está nas coisas simples, não precisa de muita coisa para ser feliz. Para proporcionar diversão aos filhos nem sempre exige somente o gasto financeiro, é preciso disposição, energia e atenção também. Se permitir dar risadas com coisas simples é muito possível sim! Nesses momentos é bom para usar a internet para algo positivo, pesquisar brincadeiras divertidas.

Este é um bom momento para muitos pais estar mais presentes na família?

A ausência infelizmente é uma marca no estilo de vida atual. O mundo nos chama para vivermos acelerados, buscando conquistas materiais e a gente se desconecta do outro, mas principalmente porque nós vamos devagarzinho desconectando da gente mesmo. Os recursos tecnológicos na verdade estão evidenciando esse vazio da conexão que temos com nós mesmos. Precisamos resgatar as relações pessoais, é algo necessário para o nosso convívio hoje. As coisas estão acontecendo e nos mostrando isso de formas muito duras, dolorosas e difíceis. E que possamos resgatar e fazer diferente. Nos decidir e permitir ter tempo de qualidade e cultivar as relações entre pais, filhos e amigos. Isso é possível e necessário. Estar presente na vida das crianças, olhar no olho delas e dizer que são amadas é fundamental para que se tornem adultos autônomos. Não é somente a segurança financeira que garante um futuro brilhante, cuidar da estabilidade emocional da família é importante e essencial. Esse vínculo e maior sintonia consigo mesmo e com os familiares é fator de proteção contra a violência, o suicídio, o uso de drogas. Então é hora de aproveitar ao máximo o tempo livre com a criançada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here