Plano de governo de Daniel Vilela foca em desenvolvimento regionalizado do Estado

0
629
Foto: Divulgação

O desenvolvimento regionalizado de Goiás é um dos pilares do plano de governo do pré-candidato Daniel Vilela (MDB). Hoje deputado federal, Daniel atua em defesa de municípios de todas as regiões do Estado e diz que, nessas andanças e atendimentos, constatou que atualmente o governo não consegue extrair de cada região seu potencial específico. “Nosso projeto contempla o Estado a partido do planejamento e desenvolvimento regionalizado. Estamos atentos às particularidades de cada região com o objetivo de diminuir as desigualdades entre elas e impulsionar nossa economia de forma mais homogênea”.

Para o pré-candidato ao governo, é o esforço do setor produtivo e as condições favoráveis para a agropecuária que têm garantido a Goiás manter o crescimento, ainda que num patamar aquém do potencial do Estado. “Goiás cresce em razão de nosso povo trabalhador, de nossas terras férteis, cresce mesmo com desequilíbrio de um setor público ineficiente. Essa evolução econômica poderia ser maior se o governo soubesse agir para induzir o desenvolvimento.”

Daniel afirma que seu plano de governo, em fase avançada de desenvolvimento, está focado nas particularidades de cada região do Estado e que o poder público está inserido como vetor de investimentos em cada território. “O Nordeste tem grande potencial turístico e também pode avançar no agronegócio. O Norte, através de uma logística mais eficiente e de maior qualidade e de investimento do setor público e do incentivo dos investimentos privados, pode se desenvolver com mais celeridade, atraindo indústrias” Ele cita como exemplo a necessidade de se colocar a Ferrovia Norte-Sul para funcionar, o que colocaria o Norte Goiano numa posição muito favorável em termos de infraestrutura logística.

O emedebista classifica a região central do Estado como “um gigante do ponto de vista logístico”. “As BR-s (153 e 060) se encontram aqui e é preciso potencializar isso”, afirma. Ele cita o aeroporto de cargas de Anápolis, “mais uma das várias obras que o governo prometeu fazer e não cumpriu. Tenho dito que o que eles não conseguirem fazer e nem colocar para funcionar por conta da ineficiência desse governo, nós vamos concluir”.

Quanto ao Sudoeste goiano, sua terra natal, Daniel lembra que a região é classificada como Eldorado brasileiro, sendo seu maior tesouro a fertilidade de suas terras e a grande produção de grãos. “Todos sabem da minha ligação com o Sudoeste, que já é uma das regiões mais pujantes de Goiás. Vamos ampliar esse nível de desenvolvimento, buscando estimular maior qualificação da mão de obra e a introdução de novas tecnologias de produção, e trabalhar para que as demais regiões também cresçam. Queremos promover um desenvolvimento igualitário no Estado.”

Eficiência

Daniel defende ainda que as políticas públicas estaduais sejam definidas com foco na eficiência. “Pretendo fazer com que Goiás seja um estado eficiente na prestação de todos os serviços públicos. Isso é possível, outros estados têm conseguido. Na educação, por exemplo, o Ceará colocou cerca de 70 escolas entre as 100 melhores avaliadas do País, e é um estado que, economicamente, não tem a mesma pujança que o nosso”, sublinha.

O parlamentar cita também o exemplo de São Paulo na redução dos homicídios. “Ao longo dos últimos 20 anos, São Paulo conseguiu reduzir drasticamente os índices de criminalidade, apesar de ter um contexto socioeconômico mais complicado que o nosso. Por que então não podemos também vencer esta guerra? Claro que podemos. Mas para isto precisamos sair dessa mentalidade arcaica dos nossos gestores atuais, que têm uma visão estreita sobre o que é administrar um Estado”. Ele lembra que  o governador atual (José Eliton) foi secretário de Segurança Pública e teve que deixar a pasta pelas portas do fundo, pois foi na sua gestão que Goiás registrou os piores índices da história.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here