“Atingimos metas com um alcance social muito forte” diz José Eliton

0
542
Foto: Wildes Barbosa

O governador José Eliton reuniu a imprensa na manhã desta terça-feira, 17, no 10º andar do Palácio Pedro Ludovico Teixeira, para um balanço das ações de governo nos últimos seis meses, sendo 100 dias sobre o seu comando direto. As novas medidas tomadas na Educação, Segurança Pública e Saúde foram destacadas pelo governador, que também fez referência aos avanços na Habitação, Cultura, Cidadania, Ensino Superior, Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico.

Na parte final de sua fala, antes de responder a perguntas dos jornalistas, José Eliton enfatizou que, das 202 diretrizes do plano de governo, 97,5% foram cumpridas, 71,29% concluídas e 26,24% estão em andamento. Sobre o desempenho positivo das ações de governo, observou: “Atingimos metas com um alcance social muito forte, com ênfase para a Saúde e a Segurança”. Segundo ele, as ações sociais foram ampliadas, como foco ser humano e na manutenção da qualidade dos serviços públicos.

Na coletiva, apontou os avanços nas principais áreas de governo, como exemplo o Terceiro Turno na Saúde, o Batalhão dos Terminais na Segurança Pública, a criação da UEG em Rede e o respeito a conquistas democráticas, como a eleição direta para novos diretores de escolas da rede estadual de ensino, cuja posse está marcada para o próximo dia 3 de agosto.

Foto: Wildes Barbosa

José Eliton disse que ter a compreensão de que o governo está atingindo as metas estabelecidas no plano de governo, ampliando ações que originariamente não estavam previstas naquele documento. “Estamos procurando ampliar ações que buscam a democratização de serviços públicos como Saúde, buscar eliminar filas de espera que angustiavam pessoas há muito tempo, dar segurança especialmente àqueles que têm que acordar cedo e buscar o transporte público do estado”, afirmou.

Para o governador, é importante frisar que, do ponto de vista qualitativo, as metas estão sendo atingidas. “Estou extremamente feliz com o que temos conseguindo realizar, mesmo com num cenário de crise”. Destacou ainda que praticamente foi triplicado o nível de investimentos no Estado, com a continuidade do programa Goiás na Frente, que é o “carro-chefe” de todo o programa de investimentos, da ordem de R$ 9 bilhões, entre recursos públicos e privados.

Ao falar de Segurança Pública, José Eliton enfatizou que há muito tempo Goiás não devolve recursos da União destinados ao setor, assunto que a imprensa tentou requentar hoje. Revelou que devoluções foram registradas nos anos de 2006 e 2007, nenhuma no atual governo, e que parte do recurso de 2005 não chegou ao Governo do Estado, portanto não houve devolução.

Foto: Wildes Barbosa

Ele também assinalou que um dos maiores desafios do Brasil hoje é a questão do sistema prisional, “seja no que diz respeito às políticas de ressocialização de apenados, seja na questão da estruturação dos presídios. “Tivemos claramente uma política ideológica no sentido desencarceramento e, com isso, foram contingenciados quase R$ 11 bilhões do Fundo Penitenciário Nacional, o que gerou um cenário muito complexo no sistema penitenciário do Brasil como um todo”, desabafou, defendendo uma revisão do afrouxamento das penas.

Acompanharam a coletiva os principais auxiliares do primeiro-escalão de governo, que, por determinação do governador, se dispuseram a responder os questionamentos dos repórteres, por meio de entrevistas exclusivas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here