Governador José Eliton diz que Anápolis é o pulmão do desenvolvimento de Goiás

0
1087
Foto: Wildes Barbosa

Governador garantiu para este semestre a ampliação do Distrito Agroindustrial de Anápolis (DAIA) em mais 13 alqueires, para abrigar novas empresas

Em entrevista coletiva, hoje pela manhã, a emissoras de Anápolis, cidade que amanhã completará 111 anos de emancipação política, o governador José Eliton enumerou as ações do governo que alavancaram a economia da cidade e as obras de infraestrutura que serão inauguradas ainda este ano. Disse que a cidade vive um presente auspicioso e tem um futuro promissor, visto que é “a força motriz, o pulmão do Estado no que diz respeito ao desenvolvimento, gerando empregos, melhorando a renda do trabalhador e também a qualidade de vida das pessoas”.

Para ele, Anápolis é uma cidade estratégica “para o desenvolvimento de todo o Estado, tanto é que o nosso governo desenvolve um conjunto de ações constante para garantir que Anápolis continue sendo um eixo de desenvolvimento brasileiro”.

Os jornalistas questionaram sobre das obras de infraestrutura que estão em execução para que o município possa atrair e abrigar novas empresas. “Muitas obras já foram entregues no primeiro semestre e outras serão inauguradas até o final do ano”, respondeu José Eliton. Entre as principais, já entregues, destacam-se a transposição do Ribeirão Piancó com o Rio Capivari para estabilizar o fornecimento de água; o Centro de Convenções, que já está recepcionando eventos, com teatros de primeiro mundo.

As obras com previsão para o segundo semestre relatadas pelo governador são o Anel Viário, a ampliação de espaços para recepcionar novas empresas no Distrito Agroindustrial da Anápolis (DAIA), a construção do sistema de barramento que dará estabilidade hídrica para os próximos 40 anos (investimentos de mais de R$ 100 milhões) e a homologação do Aeroporto de Cargas para a utilização nova pista.

Ao tratar da atração de negócios com os repórteres, José Eliton anunciou que “mais duas empresas do setor farmoquímico estão indo para Anápolis, além de outras que estão em estágio de negociação avançado”. A cidade tem o segundo maior pólo farmoquímico do País, “com alto relevo na economia do Estado, além, é claro, de gerar empregos”, frisou. Ele garantiu que há agora uma “uma agenda permanente de governo”, voltada para “a ampliação de novos espaços, com mais 13 alqueires no DAIA”, para abrigar novas empresas.

O chefe do Executivo Estadual informou que está em fase de estudo técnico a viabilidade de utilizar parte da Plataforma Multimodal “para abrigar empresas do ramo, desenvolvendo todo um conjunto para garantir que Anápolis continue sendo um eixo de desenvolvimento”, e que, recentemente, “recebemos empresas de outros países, do setor bélico, que estão tratando da parte burocrática para se instalarem em Anápolis”. Assinalou ainda que o Governo de Goiás “está trabalhando para garantir as condições necessárias” para que se instalem logo lá as empresas ligadas ao setor de produção de armas de fogo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here