Ronaldo Caiado é confirmado candidato a governador em convenção com 13 partidos

0
945
Foto: Divulgação

O senador Ronaldo Caiado (Democratas) foi confirmado candidato a governador de Goiás em convenção conjunta realizada no Clube Jaó, em Goiânia (GO), na manhã deste sábado, 4. Como anunciado previamente, Lincoln Tejota (PROS) foi oficializado vice; Wilder Morais (Democratas) e Jorge Kajuru (PRP), senadores na chapa.

Mais de oito mil pessoas estiveram presentes no evento, que reuniu militantes, pré-candidatos a deputado estadual e federal, parlamentares, prefeitos, vice-prefeitos e lideranças de todo o Estado.

Os quatro candidatos da chapa oposicionista chegaram acompanhados de familiares e concederam entrevista coletiva à imprensa. Após cumprimentarem apoiadores, seguiram para o palco onde lideranças já os aguardavam para o começo da grande convenção.

Os discursos do dia começaram com os presidentes das legendas aliadas (Democratas, DC, Podemos, PMN, PMB, PPL, PRP, PRTB, PSC, PSL, PTC, PROS e PDT), que formalizaram apoio ao projeto encabeçado por Ronaldo Caiado. Até agora, essa é a maior aliança partidária na disputa de 2018.

Vereador mais bem votado da história de Goiás, Jorge Kajuru começou sua fala como faz tradicionalmente: curvando-se ao público. Fez questão de agradecer a amizade que tem com a família Caiado há mais de 30 anos e destacou as qualidades do candidato democrata.

“Com Ronaldo Caiado, a corrupção em Goiás vai acabar. Salvou minha vida duas vezes e eu tenho muita gratidão a ele e toda sua família. Tenho certeza que fará um grande trabalho, será o melhor governador da história e futuro presidente do Brasil. Estaremos juntos”, declarou.

Sempre ácido, Kajuru criticou o ex-governador Marconi Perillo (PSDB), que, segundo ele, teve seu nome envolvido em escândalos de corrupção: “Aquele ‘carrapatão’ entrou lá e desde 1999 eu o chamo de gângster, de ladrão e nunca me arrependi. Goiás ainda tem jeito apesar de tudo que essa quadrilha tem feito. Goiás tem fome de saúde, do fim da corrupção, de segurança, de educação”, arrematou.

O senador e agora candidato à reeleição Wilder Morais se emocionou ao ver a mãe, Maria Angélica, na plateia e lembrou sua infância pobre em Taquaral de Goiás. “Filho de uma costureira e de um taxista, tive a oportunidade de virar um engenheiro e agora senador. Faz seis anos que estou no Senado e nenhum parlamentar conseguiu ajudar os 246 prefeitos de Goiás como eu fiz”, destacou.

Segundo o democrata, sua maior missão é continuar ajudando o Estado de Goiás, é devolver o que a vida e Deus o deram. “Saibam que eu nunca vou desonrar o voto de vocês. O povo está desacreditado, mas tenho orgulho de dizer que sou político e essa é a hora de separar quem realmente está fazendo algo pelos goianos. Quero dizer a todos que só se conquista alguma coisa com muito trabalho. Então, vamos trabalhar”, completou.

Candidato a vice-governador, o presidente do PROS Goiás, Lincoln Tejota, afirmou que é possível mudar, construir um Estado com desenvolvimento e que orgulhe os goianos. “Hoje, temos medo de sair na rua, de ser assaltados. Medo de precisar de um serviço público e não conseguir, medo de não saber como será nosso futuro. Mas também temos sonhos. Sonho de ter nosso Estado guiado por um homem da estatura moral de Ronaldo Caiado”, disse sob forte aplauso do público.

O jovem, que é deputado estadual, conclamou o povo a sair às ruas e levar a mensagem da chapa para todos os cantos de Goiás: “Construiremos um Estado em parceria com toda a sociedade, líderes políticos, prefeitos, vereadores, igrejas, sociedade civil organizada, enfim, será um governo do povo e não de poucos.”

“Arrocha, Goiás”

Sob gritos de “governador”, o candidato do Democratas foi recebido com grande entusiasmo pelas mais de 8 mil pessoas que aguardavam ansiosamente para ouvir as palavras do líder em todas as pesquisas de intenção de votos já registradas.

Visivelmente emocionado, Caiado declarou que aquele era, sem dúvidas, o momento mais emocionante de sua carreira política. Agradeceu a todos os vereadores, vice-prefeitos, prefeitos, partidos e aliados que abraçaram sua candidatura.

“No momento em que o Brasil desacredita da classe política, chegando a se abster de votar, estamos vendo um público que não coube aqui no salão, com gente lá fora. São pessoas que vieram por conta própria, sem ameaça a comissionados ou pressão a professores e a prefeitos para trazerem ônibus. Aqui há uma militância sadia, com cara e coragem para mudar Goiás”, enalteceu.

Segundo o democrata, este foi o evento mais importante dos últimos 20 anos da política em Goiás, pois marca o primeiro passo para devolver Goiás aos goianos. “O nosso Estado foi sugado, dilapidado, e nós vamos responder às demandas da população, resgatando o orgulho dos goianos. Teremos uma total transparência da gestão. Vamos limpar a máquina pública de Goiás para que possamos administrar com competência. Aí sim o dinheiro público vai se multiplicar”, explicou.

O principal motivo para o caos administrativo que vive Goiás e para a falta de atendimento básico em todas as áreas é, para o candidato do DEM, a corrupção.

“Se não temos saúde, educação, segurança pública e programas sociais de qualidade, é porque temos a malfadada corrupção, que se alastrou na máquina pública, destruindo a estrutura do estado. Vamos reestabelecer a confiança da população no Estado”, asseverou.

Ainda durante o discurso, Caiado respondeu à infeliz declaração do secretário de Segurança Pública de Goiás, Irapuan Costa Júnior, que afirmou que a violência contra a mulher conta com a “conivência” da vítima. “Não é não, senhor secretário. Não responsabilize a mulher pela incompetência do Estado em oferecer segurança em cada município do Estado. Um Estado em que 164 municípios não têm delegacia”, rebateu.

Entre os compromissos firmados durante a convenção, o democrata garantiu que acabará com salário de R$ 1,5 mil para policiais militares (criado pelo atual governo do PSDB), valorizando toda a carreira e investindo em inteligência; regionalizar de vez a Saúde em Goiás; valorizar professores e toda a Educação; e concluir as centenas de obras iniciadas “às vésperas da eleição” para enganar a população.

Por fim, Caiado pediu empenho na eleição de Wilder Morais e Jorge Kajuru ao Senado, bem como dos candidatos a deputado estadual e federal: “Precisarei de parceiros na Assembleia e no Congresso para mudarmos de vez os rumos de Goiás. Escolham políticos que não desonrarão o voto dos goianos.”

“Reflitam bem: o orçamento de Goiás é de R$ 21 bilhões. Vocês acham que é fácil desacostumar esse povo que está mamando no poder há 20 anos. Preciso dessa energia e espontaneidade de vocês para que possamos enfrentar esse corja e vamos mudar Goiás no próximo dia 7 de outubro, se Deus quiser”, arrematou.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here