“Assumo candidatura com coragem e responsabilidade”, afirma Daniel Vilela em convenção do MDB

0
790

Aclamado por milhares de militantes do MDB e simpatizantes como candidato a governador de Goiás, o deputado federal Daniel Vilela afirmou na convenção estadual do partido que assume a candidatura com responsabilidade e coragem, e defendeu projetos de gestão para resolver os gargalos do governo e renovar a política goiana. “Assumo essa responsabilidade com determinação e coragem. Mas também com humildade e equilíbrio. Sabendo que ninguém constrói nada sozinho. Que os problemas não se revolvem com bravatas, nem com xingatório. Que a política do ódio não nos leva a lugar nenhum. E que o conformismo não resolve os problemas do Estado”, afirmou durante o evento, realizado no Oliveira’s Place, em Goiânia. A candidatura de Daniel foi confirmada de forma unânime pelos 146 delegados votantes do partido.

Ao lado de lideranças do MDB como o prefeito de Goiânia, Iris Rezende, o ex-governador Maguito Vilela e o presidenciável Henrique Meirelles, o emedebista avisou à militância do partido no início do discurso que segue discutindo a formação de alianças, já que muitos partidos ainda não fizeram suas convenções e seguem dialogando com o MDB, mas fez uma ressalva: “Vamos buscar aliados, mas sem vender a alma dos nossos ideais. Dentro dos princípios da convergência de ideias e projetos. Sem o jogo sujo da velha política que ninguém suporta mais.”

Daniel criticou a letargia do atual governo e mostrou que os adversários representam mais do mesmo na política. “Um é o fantoche. Está lá pra fazer o que o chefe manda. Aliás, ele agora entregou a própria campanha pro chefe, mostrando que nada mudaria se vencesse a eleição. As mesmas pessoas continuariam desgovernando o estado de Goiás. O outro, que agora finge ser oposição, esteve do lado de lá em quatro das últimas cinco eleições, aplaudindo todas as decisões erradas que agora, por puro oportunismo, ele finge criticar”, afirmou Daniel.

O governadoriável relatou que desde o ano passado tem percorrido todo o Estado para ouvir a sociedade sobre as demandas dos municípios, e que neste período percebeu que é grande a desilusão dos goianos com o atual governo do Estado. “Decepcionados e desiludidos, os goianos vão deixando de acreditar que a política pode e deve transformar a realidade. E isso é grave, porque um lugar onde as pessoas deixam de acreditar na transformação é um lugar sem futuro”, lamentou.

Para Daniel, este quadro é fruto de políticas equivocadas adotadas nos últimos anos, somado ao cansaço da atual gestão, que não consegue oferecer mais soluções para os problemas que vão se avolumando a cada ano e trabalha para atender os projetos individuais de uma única pessoa. “E nós sabemos bem quem paga o preço de um governo ineficiente: é a população de Goiás. E paga-se um preço muito alto, que chega através do atendimento precário na saúde, de mais violência na cidade e no campo, de impostos cada vez mais altos e serviços cada vez piores”, afirmou Daniel, que concluiu:  “Goiás precisa respirar novos ares. E só vamos conseguir isso com renovação, com novas ideias, novas práticas e mais disposição para fazer o que precisa ser feito”.

Projetos

Primeiro pré-candidato a apresentar projetos de gestão, como a equiparação salarial para policiais militares em início de carreira, destinação de metade das funções comissionadas para servidores efetivos e a modernização de todo o sistema de saúde, com uma plataforma inteligente para gestão de consultas, exames e prontuários, dentre outros, Daniel defendeu a bandeira de “menos política e mais gestão” para solucionar os problemas do Estado. “É importante lembrar que fomos os primeiros a apresentar as bases de um novo projeto de gestão, elaborado depois de ouvir as pessoas, de reunir novas ideias, de envolver cabeças altamente capacitadas. Teremos propostas ousadas, mas ninguém vai ouvir de mim promessas vazias, impossíveis de serem cumpridas. Nesses últimos 20 anos, Goiás já teve, de sobra, sua cota de blá-blá-blá”, disse.

Daniel explicou rapidamente do que se trata cada um dos sete eixos estratégicos do seu plano de governo (Amparar, Cuidar, Conhecer, Empreender, Proteger, Gerir e Conectar) e defendeu que o governo de Goiás tem que se conectar às práticas mais atuais de gestão para conseguir gerar eficiência na prestação dos serviços públicos. “Vamos fazer uma administração moderna, focada em resultados e na plena satisfação do cidadão com os serviços públicos. Honestidade e seriedade no trato do dinheiro público. Combate sistemático à corrupção. Vamos estabelecer a cultura da verdade e da transparência.”

Presidente do PHS, Murilo Oliveira defendeu o candidato do MDB como o melhor nome para governar o Estado e falou que ele é quem representa a verdadeira renovação em Goiás. O partido realiza convenção neste domingo para definir suas alianças e há intenção de fechar aliança com o MDB.

Acessível

Daniel chegou ao evento por volta de 10h00, acompanhado do prefeito Iris Rezende, com a mulher, Iara Vilela, e com os filhos Frederico e Maria Laura. Com as calçadas na entrada do Oliveira’s Place, no Setor Bueno, tomadas por apoiadores, eles foram conduzidos aos gritos de “governador” e “É renovação, é Daniel!” até o salão principal, que também estava lotado. Na entrevista coletiva à imprensa, Daniel criticou a enxurrada de fake news que os adversários promovem para tentar confundir a cabeça do eleitor.

Iara Vilela discursou no evento e deu um testemunho pessoal do caráter o do jeito de ser do marido. “Como mulher, como mãe, eu consigo ver as características que um bom governador deve ter. Que primeiramente é ser sensível, é ter sensibilidade, é gostar de gente, e este é o melhor Daniel de todos”, disse Iara. “Daniel é acessível, ele sabe ouvir. Tenho certeza que o Daniel vai seguir em frente porque, além destas características que um governador tem que ter, ele é obstinado e trabalhador. Daniel é do grupo dos fortes.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here