FCO aprova R$ 239 milhões em investimentos com geração de 1.559 empregos

0
910
Foto: Divulgação

O Conselho Deliberativo do Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO) aprovou nesta quinta-feira 28 cartas consultas de empresas que pleiteiam recursos para expandirem ou abrirem seus negócios em Goiás nas áreas industrial, de serviços e rural.  Ao todo, a demanda por recursos chegou a R$ 239,34 milhões que garantirão a geração de 1.559 empregos diretos.

Entre os principais projetos está o da Geolab Indústria Farmacêutica que pleiteou R$ 122,21 milhões para construir uma nova unidade no Distrito Agroindustrial de Anápolis (DAIA), onde terá um grande laboratório de pesquisas para novos medicamentos e também para a produção de novos produtos nas linhas oftalmológicas, de remédios de uso prolongado como doenças de Alzheimer e Parkison, do pulmão e outros.

O diretor da Geolab, Georges Hajjar Júnior, disse que que serão investidos R$ 250 milhões na nova unidade do grupo. O empresário lembrou que foi graças ao apoio do Governo de Goiás, através do FCO, foi possível implantar a Geolab em Anápolis no início dos anos 2000. “Hoje já somos uma das 20 maiores empresas do ramo farmacêutico brasileira”, comemora.

Os investimentos empresariais e rural, aprovados pelo FCO nesta quinta-feira serão aplicados nos municípios de Anápolis, Santa Helena, Iporá, Mineiros, Rio Verde, Jataí, Aparecida de Goiânia, Ipameri, Piranhas, Goiânia, Caçu, Paraúna, Palmeiras de Goiás, Itaberaí, Hidrolândia, Montividiu, Itapirapuã e Santa Rita do Araguaia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here