Nas mãos de pessoas sérias, Goiás pode ser recuperado, diz Caiado

0
1079
Foto: Divulgação

Ao finalizar com um grande comício em Posse o primeiro dia de giro pelo Nordeste goiano, o candidato ao governo pela coligação A Mudança é Agora (DEM, PROS, PRP, PDT, DC, PRTB, PSC, PMN, PMB, Podemos, PSL e PTC) garantiu que os problemas de Goiás têm solução e que ela começa com o exemplo que o governante dá. O democrata, que reafirmou o orgulho de ser goiano, quer que o Estado seja referência para o Brasil e saia das manchetes negativas.

“Tenho um orgulho imenso de ser goiano. Sempre tive a coragem de defender o nosso Estado e sigo confiante que, apesar de todos os desmandos sofridos nos últimos 20 anos, ele pode ser recuperado nas mãos de pessoas sérias, compromissadas e com autoridade moral para fazer as mudanças”, assegurou. “Acreditem em Goiás como eu acredito. Sei que podemos transformar Goiás na capital do Centro-Oeste e uma referência de crescimento e desenvolvimento para todo o País”, afirmou.

Em seu discurso após uma carreata histórica pela cidade, Ronaldo Caiado lembrou que a atual gestão vendeu a Celg a preço de banana e ofereceu em troca um fornecimento de energia de má qualidade, além de ser uma das tarifas mais caras do País. “Posse não tem estrutura para gerar energia para as grandes empresas porque assaltaram a Celg. A Saneago agora está sucateada porque foi usada como caixa de campanha e para enriquecimento de alguns. O efeito da corrupção é esse: os impostos que os cidadãos pagam não chegam em forma de saúde, educação e segurança”, lamentou.

Mesmo com este cenário, Ronaldo Caiado demonstrou otimismo para mudar. “Goiás tem indústrias, tem potencial de crescimento. O que precisa é ser bem gerenciado. Não vou fazer obra inacabada, eleitoreira, sem ter dinheiro em caixa. Temos hoje 400 obras inacabadas em Goiás”, enumerou. Uma destas obras é justamente a Unidade de Família Especializada em Posse, uma promessa de campanha do governo tucano que nunca foi cumprida.

“Candidato escolhido pelo povo”

Vice-prefeito de Posse e apoiador de Ronaldo Caiado (PP), Minguito assegurou que Posse deposita sua esperança de mudança no senador. “Sei que o povo de Posse está esperançoso porque Goiás não vai virar o Rio de Janeiro. Em março fui convidado a conhecer Ronaldo Caiado e foi na hora que decidi que ia apoiá-lo para restaurar o estado de Goiás. Ele construiu esse momento. Caiado é o candidato escolhido pelo povo do Estado de Goiás”, afirmou.

Minguito deu também o testemunho do descaso do atual governo e da prefeitura com Posse. “A saúde aqui está uma pouca vergonha, um desrespeito. A incompetência desse prefeito e desse governador impede que cheguem benefícios. Falta dinheiro para asfaltar a entrada de Iaciara, para uma ponte na comunidade do Extremo”, contou.

O ex-prefeito Gouveia reforçou a fala. “Nosso único objetivo é fazer com que nosso Estado tome rumo. A saúde do Nordeste é uma vergonha. Chega, está na hora da mudança! Posse não aguenta mais descaso. Precisamos do hospital regional, temos que acabar com a medicina de ambulância. Posse, quando não tinha governador, era melhor. São oito anos de atraso, parece que (o atual governo) tem prazer de travar benefícios para cá”, reclamou.

Presente no comício, o prefeito de Formosa, Ernesto Roller (MDB), contou estar surpreso com a negligência com que o atual governador, que é de Posse, trata a cidade. “Fiquei um tempo sem vir aqui e imaginei que ia ver a cidade bonita. Mas foi uma surpresa triste ver que o povo não tem asfalto, que a segurança está deficitária, que a saúde está um caos. O que mais dói é ver que com 10 milhões (de reais) resolveriam tudo isso”, afirmou.

Enquanto isso, completou, dinheiro para obras em benefício do tucano não falta. “Ele botou 65 milhões (de reais) para fazer uma estrada na fazenda dele. Poder não existe para isso. Não há um leito de UTI no Nordeste do Estado. Precisamos mudar. O Nordeste não aguenta mais político de tapinha nas costas, que engana. Eles vêm com a máquina e com o dinheiro, nós vamos com o povo”, afirmou.

O candidato a vice-governador, Lincoln Tejota, compartilha desta percepção. “Meu sentimento é de perplexidade pela ausência de governo, de oportunidades de crescimento. As pessoas estão tristes porque querem dias melhores e eles não chegam. Não aceitemos o comodismo. Eleição é só no dia 7 de outubro. Vamos arregaçar as mangas e mostrar que temos o melhor nome e o melhor projeto”, conclamou.

A caravana da coligação A Mudança É Agora também percorreu outros nove municípios do Nordeste Goiano. As carreatas tiveram início em São Domingos e passaram por Divinópolis, Sítio d´Abadia, Damianópolis, Mambaí, Buritinópolis, Simolândia, Alvorada do Norte, Iaciara e Guarani de Goiás.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here