Em debate, José Eliton diz que irá ampliar programas sociais do seu governo 

0
584
Foto: Divulgação

No debate promovido pela Ordem dos Advogados do Brasil Seção Goiás (OAB-GO), o governador e candidato à reeleição, José Eliton, falou da realidade do Governo do Estado e das propostas para os próximos quatro anos e questionou o candidato Ronaldo Caiado sobre as fontes de recursos para cumprimento das propostas feitas pelo adversário.

“Vamos ver se o senhor responde ao menos uma pergunta. Qual é a mudança que o senhor pretende fazer nas políticas sociais implementadas pelo Governo do Estado de Goiás, já que o senhor fala, sempre, que vai mudar tudo. Eu queria que o senhor apontasse, objetivamente, o que vai mudar”.

Caiado disse que vai dar curso de profissionalização, com o Sistema S, preocupado com os mais pobres, com o narcotráfico, “mantendo e ampliando” os atuais programas sociais.

Na réplica, José Eliton enfatizou a parte onde Caiado disse que vai manter os programas sociais, “que vai dar continuidade aos programas sociais do nosso governo”, rebatendo o argumento de que o suposto “discurso de mudança é apenas um discurso de retórica… de blá, blá, blá”, afirmando que os quatro candidatos criticam o governo e não apresentam nenhuma proposta concreta para a sociedade, apenas retórica”.

Sempre sereno e convincente em suas ponderações, com riqueza de dados para que o eleitor possa fazer a escolha certa, Zé Eliton, diferente dos demais candidatos que prometem sem apontar como vão colocar os Planos de Governo em prática, mostrou o que fez e garante, “como governador e candidato, a continuidade dos programas que mudaram a vida de milhares de pessoas, como o Renda Cidadã, Bolsa Universitária, Bolsa Futuro, que propiciou a qualificação de muita gente, e os Institutos Tecnológicos, que garantem a qualificação e a inclusão pelo conhecimento. Essas são marcas nossas que vamos garantir, que o candidato Ronaldo Caiado deve desconhecer. Essas são marcas nossas que haveremos de garantir”, afirmou Zé Eliton.

Sobre segurança pública, José Eliton falou a respeito do eleitor que utiliza o transporte coletivo; “Ele sabe que eu criei o Batalhão de Terminal, que melhorou a segurança pública. Todos os indicadores de segurança vêm diminuindo ao longo dos últimos anos. É claro que nós temos um desafio como o Brasil tem e, talvez, o maior deles seja endurecer a legislação, no que diz respeito ao Código Penal e ao Código de Execução Penal”.

José Eliton criticou parlamentares, como Ronaldo Caiado, “que estiveram há anos lá no Congresso e nunca apresentaram qualquer projeto nessa área e vêm agora discutir questões relacionadas à Segurança Pública” e falou das propostas que tem para a área da Segurança Pública: criação da Força Tática Estadual, “com foco na Inteligência, com funções táticas pontuais e o Centro de Comando e Controle nas diversas regiões do Estado, além do monitoramento aéreo”. Falou também da Rotam ampliada para o Entorno do Distrito Federal e que seu programa prevê a extensão a outras regiões.

Sobre a valorização do servidor da área de Segurança, o governador e candidato à reeleição disse que houve avanços extraordinários na remuneração, “equipamos as polícias com as melhores frotas do Brasil. Nós temos hoje referência de armamento e inteligência no Brasil, a ponto da Polícia Federal utilizar-se do aparato de inteligência que temos no Estado de Goiás. Portanto, você sabe muito bem em que Estado estamos vivendo”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here