Onda Vermelha chega na região norte de Goiânia

0
262
Foto: Divulgação

A onda vermelha toma conta do Brasil e de Goiás. A candidata ao governo do estado pelo Partido dos Trabalhadores, Kátia Maria, está mostrando a força da sua campanha na reta final das eleições. Na tarde desta terça-feira, 25, a região norte de Goiânia acompanhou e participou de uma linda carreata da coligação Mudança de Verdade.

“Mais uma carreata bonita para mostrar a todos e todas que vamos mudar de verdade Goiás. Estamos confiantes e felizes. Vamos ser a primeira governadora de Goiás com pulso firme e coragem. A primeira governadora que vai garantir a distribuição de renda, criar oportunidades de trabalho e renda. Vamos governar com a participação do povo”, disse a candidata durante a carreata.

Segundo Kátia Maria, o goiano percebeu que em Goiás há dois projetos. De um lado os que defendem e contribuíram com a retirada de direitos dos trabalhadores, votando na Proposta de Emenda Constitucional do Teto (PEC do Teto dos Gastos), e do outro lado um projeto que têm políticas públicas de verdade para cuidar da saúde, educação, segurança pública e cultura.

Durante a carreata, a candidata do PT recebeu muito carinho das pessoas nas ruas e fez questão de responder a receptividade do povo. Ela teve oportunidade de falar com as mulheres e jovens que encontrou no caminho e revelou que o seu governo terá uma atenção especial a esse público. “Vamos lutar para que as mulheres tenham salário justo e vamos combater o feminicídio com políticas sérias de segurança pública e de enfrentamento, fazer com que as mulheres tenham salário justo, combater o feminicídio e garantir trabalho e renda para jovens e mulheres”, disse.

A proposta da petista inclui programas de capacitação, com o objetivo de preparar as mulheres para entrar no mercado de trabalho e a criação da Rede de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher, além de estruturar as delegacias existentes, ampliar o serviço e dar condições para que as delegacias possam trabalhar.

Segundo Kátia Maria é preciso garantir um atendimento multidisciplinar para as mulheres vítimas de violência com equipes compostas por psicólogos, assistentes sociais e advogados para garantir o funcionamento da rede. “Vamos criar também as Casas Abrigo, onde mulheres e crianças poderão ter o atendimento necessário para que possam sair da condição de vulnerabilidade social”, explicou a candidata.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here