Linha Direta | PT e PSDB se unirão em oposição na Alego

0
298

Na mesma semana na qual o governador eleito Ronaldo Caiado (DEM) começa a se aproximar de deputados para fortalecer sua base na Assembleia Legislativa, a oposição ao futuro governador irá unir dois partidos que, até pouco tempo, não imaginariam caminhar juntos: PT e PSDB. Os dois partidos já se manifestaram como oposicionistas ao novo governo e deverão se sentar juntos, à direita do plenário. O PT, que havia eleito quatro parlamentares em 2014 – Adriana Accorsi; Renato de Castro; Luis César Bueno e Humberto Aidar – elegeu apenas dois neste ano – Adriana Accorsi e Antônio Gomide. Já o PSDB viu sua bancada cair 50% em relação a esta legislatura. Os tucanos elegeram, ao todo, seis parlamentares. A bancada da oposição ainda deverá contar com ao menos mais quatro nomes.

“Já estamos com uma das mãos na faixa” Jair Bolsonaro, presidenciável pelo PSL em visita à sede da Polícia Federal na última semana

Vale

A região do Vale do São Patrício, forte em representantes na Assembleia há anos, manteve Talles Barreto e Hélio de Sousa (PSDB) como seus parlamentares no legislativo goiano. A grande dificuldade é que ambos deverão militar na oposição.

Aposentadoria?

Já outro representante da região na Assembleia deverá seguir para a aposentadoria política nos próximos anos. Trata-se do deputado Nédio Leite. Vice-presidente da Alego na atual legislatura, ele não conseguiu sua reeleição neste ano.

Aproximação

Logo após a confirmação de sua eleição como novo governador de Goiás, o senador Ronaldo Caiado recebeu um abraço efusivo do deputado federal reeleito Lucas Vergílio (SDD), que fez campanha dentro da base aliada marconista.

Ouvidos

Se por um lado o ex-governador tucano perdeu a deputada estadual Eliane Pinheiro, que era seu principal ‘ouvido’ na Assembleia, por outro elegeu um substituto para ela: o ex-chefe da Casa Militar, Coronel Adailton, também uma espécie de ‘ouvido’ de Marconi.

Paradas

Várias viaturas da Polícia Militar estão paradas desde domingo, 14, por falta de combustível. Informações internas dão conta de que a PM deve mais de R$ 16 milhões a fornecedores, incluindo aí o próprio combustível.

1 MDB se reúne

O Diretório Estadual do MDB se reuniu na última terça-feira, 15, para avaliar o resultado das eleições estaduais em relação ao partido. O encontro foi comandado pelo presidente da legenda, deputado federal Daniel Vilela, e ocorreu na sede estadual.

2 Pressão

Daniel Vilela deverá ter dificuldades para manter o poder no partido nos próximos meses, uma vez que a ala oposicionista dentro da legenda, comandada pelo prefeito de Catalão, Adib Elias, tem crescido cada vez mais no cerne emedebista.

3 Resultados

Nas eleições deste ano o MDB ajudou a eleger o senador Vanderlan Cardoso (PP), mas não conseguiu eleger Agenor Mariano ao Senado Federal, tampouco nenhum deputado estadual. Na Alego, os três deputados eleitos devem ficar na base de Caiado.

Embate

Desde que conseguiu se eleger senador, o radialista Jorge Kajuru (PRP-foto) vem dando mostras de que deverá se distanciar da base do governador eleito Ronaldo Caiado (DEM). Na última semana, o atual vereador por Goiânia deu mais um passo avesso a Caiado, se recusando a participar de almoço promovido pelo democrata para se aproximar de (e ampliar) sua base na Assembleia Legislativa.

Recapeamento

A prefeitura de Goiânia planeja recapear em torno de 600 ruas em toda a capital no próximo ano. Neste ano, segundo a administração, foram recapeadas 40.

Financiamento

Os valores ainda estão sendo levantados, mas os valores virão de financiamento obtidos junto à Caixa Econômica Federal e ao Banco do Brasil.

Tentativa

A gestão passada, do ex-prefeito Paulo Garcia (PT), havia tentado buscar este financiamento junto ao Banco Andino, do Chile, mas a negociação não fluiu.

Reclamação

O vereador Paulo Magalhães (PSD) têm criticado, durante as sessões da Câmara Municipal, da falta de sinalização de fotossensores da capital.

Escondidos

Segundo ele, estariam instalados em locais pouco visíveis aos condutores. “Alguns, inclusive, foram colocados detrás de postes e árvores”, apontou o vereador.

Recorde

O app Olho na Bomba, do MP-GO e da UFG, que fiscaliza preços de combustíveis em tempo real, ultrapassou 100 mil downloads nesta semana. Objetivo é chegar a 600 mil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here