“Teoria e prática de um cinema junto ao povo”

0
326
Foto: Divulgação

Livro do emblemático diretor de cinema boliviano, Jorge Sanjinés, e do Grupo Ukamau será lançado nesta terça-feira (30) durante programação do Dia Internacional da Animação de Goiânia. Tradutor Sávio Leite participará de sessão de autógrafos, às 20h30, no Cine Cultura.

Escrito por Jorge Sanjinés e pelo Grupo Ukamau, o livro “Teoria e prática de um cinema junto ao povo” teve sua primeira edição lançada em 1979 e a segunda em 1980, sendo traduzido pela primeira vez em português por Sávio Leite e Lourenço Veloso, entre 2016 e 2017. A obra conta a experiência cinematográfica boliviana e os filmes feitos pelo Grupo Ukamau, tendo Jorge Sanjinés como expoente maior, assim como as bases para um cinema social, coletivo e popular.

Segundo Sávio Leite, “o cinema de Jorge é um cinema de denúncia, a serviço do povo indígena; um cinema de luta contra o imperialismo e a campanha de esterilização feita pelos norte-americanos, considerados o inimigo principal”. Sávio Leite aponta Jorge Sanjinés como o diretor de cinema mais importante da Bolívia. Suas obras, com forte conteúdo político, têm sido reconhecidas no mundo todo, por meio dos principais festivais de cinema (Cannes, Veneza, Leipzig e Cuba).

“O livro pretende ser um divulgador da cinematografia boliviana através de um grande cineasta para a propagação da cultura latino-americana para o público brasileiro”, acrescenta Leite. A obra conta com o Grupo Ukamau e o trabalho de tradução feito por Sávio Leite e Lourenço Veloso, respectivamente diretor e programador da MUMIA – Mostra Udigrudi Mundial de Animação.

Sobre Jorge Sanjinés

Jorge Sanjinés nasceu em La Paz em 1936, onde vive e trabalha. Tem em seu portfólio a realização de 12 longas metragens. Ainda está produzindo e lançou, em 2016, Juana Aazurduy – guerrillera de la patria grande. Atuante, mantém o Instituto Ukamau em La Paz.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here