Projeto promove oficinas de robótica para estudantes de escolas públicas de Goiânia

0
1072
Foto: Divulgação

Com o objetivo de promover a inclusão digital e tecnológica de estudantes da rede pública de ensino fundamental de Goiânia, um grupo de professores do Instituto Federal de Goiás (IFG) – Câmpus Goiânia realiza projeto de extensão que proporciona oficinas de robótica educacional destinadas a estudantes dos 8º e 9º anos do ensino fundamental de escolas municipais da capital. O projeto, que está em andamento desde setembro, visa apresentar aos participantes os conteúdos relacionados à robótica e incentivar uma competição de robôs no Câmpus Goiânia, para que os participantes apliquem os conhecimentos aprendidos nas oficinas.

A proposta do projeto de extensão é a de que os robôs construídos nas oficinas sejam doados às escolas municipais participantes e possam ser utilizados posteriormente nas aulas, com a orientação dos professores do município que foram capacitados no projeto. Para a realização do projeto, foram convidadas escolas públicas localizadas em bairros periféricos de Goiânia. O pré-requisito para participação é que essas escolas possuam laboratório de informática com acesso à internet. Entre as instituições de ensino convidadas, foram selecionadas a Escola Municipal Professora Dalísia Elizabeth Martins Dolles, situada no setor Goiânia 2, e a Escola Municipal Professor João Braz, localizada no Jardim São Judas Tadeu, em Goiânia. Antes de dar início às oficinas de robótica, professoras dessas escolas receberam uma capacitação para compreenderem a dinâmica do projeto e selecionarem os alunos para participarem das oficinas.

O professor do IFG – Câmpus Goiânia, Carlos Roberto da Silveira, um dos docentes envolvidos no projeto, explica que as oficinas ocorrem no contraturno das aulas (turno vespertino) nas escolas municipais participantes. Em cada uma das escolas, as oficinas são organizadas em cinco encontros semanais, com dois dias de duração cada oficina e cerca de três horas de atividades por dia. Professores e alunos do IFG – Câmpus Goiânia vão até as escolas participantes e levam kits de robótica, que foram angariados mediante parcerias com empresas privadas, para ensinar não somente a montagem de robôs, mas também a aprenderem sobre os diversos conhecimentos que envolvem a robótica e conhecerem mais sobre o IFG.

“A ideia é que futuramente esses alunos participantes vejam possibilidades de estudar no IFG e também possam aprender sobre tecnologias. Hoje as pessoas sabem usar o WhatsApp e os aplicativos para celulares, mas desconhecem o que está por trás dessas tecnologias”, destaca o professor Carlos Roberto da Silveira. Com objetivo de contribuir no aprendizado de conteúdos que se relacionam com a área de robótica, como a matemática e outras ciências, o projeto proporciona aos alunos do ensino fundamental o contato inicial com as áreas de mecânica, elétrica e computacional. Segundo o professor Carlos Roberto da Silveira, nas oficinas, os estudantes participantes têm aprendido que a robótica exige o trabalho em equipe e a busca por soluções.

“Cada oficina trabalha uma temática, não é abordada apenas a robótica por si só. Mas, por exemplo, como a robótica é usada para calcular a velocidade ou como os robôs podem ser desafiados a superarem obstáculos ou fazer com que robôs realizem uma determinada atividade. É a robótica auxiliando no aprendizado da matemática, da leitura, da interpretação de texto, ou seja, o conhecimento interdisciplinar”, esclarece o professor Carlos Roberto da Silveira.

Após as oficinas, os grupos de estudantes das escolas participantes do projeto que tiverem o melhor desempenho poderão aplicar os conhecimentos aprendidos numa competição de robótica, que será realizada nos dias 17 e 21 de dezembro, no IFG – Câmpus Goiânia. O objetivo com o desafio é incentivar o trabalho em grupo e que as melhores equipes sejam premiadas, além de mostrar o Câmpus Goiânia para os estudantes da rede municipal de ensino.

Para o próximo ano, a intenção é continuar com o projeto de extensão ofertando oficinas de robótica para outras escolas de ensino fundamental da rede pública de ensino de Goiânia. O projeto é coordenado pelo professor Cláudio Afonso Fleury e conta com a participação de docentes das áreas de Engenharia Elétrica, Telecomunicações, Mecânica e Eletrônica do IFG – Câmpus Goiânia: Carlos Roberto da Silveira Júnior, Arquimedes Lopes, Cloves Ferreira, Ildeu Lúcio Siqueira, João Batista Pereira, Letícia Chaves, Marcos Antônio Cardoso Lima e Paulo César Bastos. Além dos professores, participam também do projeto de extensão alunos do Câmpus Goiânia, sendo sete estudantes dos 3º e 4º anos do curso técnico integrado em Eletrônica, um aluno de Engenharia Elétrica e um de Engenharia de Controle e Automação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here