Estudo recomenda plantio sustentável para garantir segurança alimentar

0
533
Foto: Internet

Especialistas alertam que o desmatamento de florestas para abrir áreas de plantio não é solução para garantir segurança alimentar para a população mundial. Em relatório divulgado nesta quarta-feira (5) durante a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-24), na Polônia, a organização ambiental norte-americana World Resources Institute (WRI) mostra que é possível aumentar a produção de alimentos e alcançar as metas ambientais.

O estudo foi feito em parceria com o Banco Mundial e a ONU Meio Ambiente e apresenta soluções para garantir de forma sustentável a alimentação de pelo menos 10 bilhões de pessoas, projeção populacional para o ano de 2050. Atualmente, o planeta tem 7,5 bilhões de habitantes.

Para atingir o objetivo de alimentar toda a população de forma sustentável, o estudo sugere aumentar as safras e produzir mais leite e carne na mesma quantidade de terra e aumentar a eficiência do uso de animais e insumos de fertilizantes.

Especialistas alertam que o desmatamento de florestas para abrir áreas de plantio não é solução para garantir segurança alimentar para a população mundial. Em relatório divulgado nesta quarta-feira (5) durante a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-24), na Polônia, a organização ambiental norte-americana World Resources Institute (WRI) mostra que é possível aumentar a produção de alimentos e alcançar as metas ambientais.

O estudo foi feito em parceria com o Banco Mundial e a ONU Meio Ambiente e apresenta soluções para garantir de forma sustentável a alimentação de pelo menos 10 bilhões de pessoas, projeção populacional para o ano de 2050. Atualmente, o planeta tem 7,5 bilhões de habitantes.

Para atingir o objetivo de alimentar toda a população de forma sustentável, o estudo sugere aumentar as safras e produzir mais leite e carne na mesma quantidade de terra e aumentar a eficiência do uso de animais e insumos de fertilizantes.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here