Museu Nacional tem 51% das obras emergenciais concluídas

0
828
Foto: Divulgação

Mais da metade das obras emergenciais no prédio do Museu Nacional já foram concluídas. De acordo com o diretor da instituição, Alexandre Kelner, já foram recuperados dos escombros 1,5 mil peças e conjuntos, o que equivale a 51% do total da primeira parte dos reparos. A informação foi divulgada na última quarta-feira (13) durante balanço apresentado pelo Ministério da Educação (MEC).

O MEC também apresentou outras iniciativas que vão dar continuidade à recuperação do espaço que foi destruído pelo incêndio em setembro. Uma delas é uma parceria com a Agência Brasileira de Cooperação, vinculada ao Ministério das Relações Exteriores, e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) a fim de subsidiar estudos, pesquisas, metodologias e projetos técnicos para a reconstrução e restauração do Paço de São Cristóvão e de bases para o novo Museu Nacional. No total, serão investidos R$ 5 milhões nesse trabalho.

Esse valor se soma aos R$ 10 milhões já repassados pelo MEC à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) para obras emergenciais no Museu Nacional. “Estamos muito felizes com o apoio do MEC. Foi uma resposta muito rápida do governo brasileiro diante dessa enorme tragédia que atingiu o Museu Nacional”, disse Kellner.

Outro investimento anunciado foi a liberação de R$ 2,5 milhões da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) para a manutenção do programa de pós-graduação do Museu Nacional.

Google  

Na quarta-feira (13), o Google lançou, por meio do Google Arts & Culture, um acervo virtual com obras e artefatos pertencentes ao Museu Nacional. Em colaboração com a UFRJ e o Ministério da Educação, a plataforma traz imagens em alta resolução de 164 relíquias distribuídas em sete exposições, além de um passeio por ambientes internos do museu com imagens capturadas pelo Google Street View antes do incêndio. Essa experiência interativa está ao alcance de todos, de forma gratuita, na plataforma do Google Arts & Culture, com tradução do conteúdo em inglês e espanhol.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do MEC e da UFRJ 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here