Com baixo estoque, Hemocentro necessita de doações de sangue

0
882
Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Enquanto as doações de sangue diminuem no período de férias, a demanda aumenta, já que existe um maior volume de carros nas estradas, e os riscos de acidentes são maiores. O número de bolsas de sangue no Hemocentro Coordenador de Goiás, está em torno de 240. O ideal seria 500 bolsas, já que a unidade atende a todos os hospitais públicos do Estado. Mas não é isso que ocorre.

De acordo com a coordenadora de captação, Kamilla Leles, a unidade atende pessoas portadoras de doenças que precisam de transfusões, acidentados, pacientes que estão passando por alguma cirurgia, inclusive transplantes, entre outros. “Mesmo com o avanço da medicina, não existe um substituto para o sangue, então a gente faz esse apelo para as pessoas doarem principalmente nesses meses mais críticos que são janeiro, fevereiro, julho e dezembro. Uma doação pode salvar até quatro vidas”.

O Hemocentro está investindo em parcerias com empresas, para aumentar o estoque. Empresas, igrejas ou comunidades que desejarem realizar a doação, e que tiverem mais de 80 candidatos, a entidade realiza a coleta externa com a unidade móvel. Para agendar, basta ligar no telefone, (62) 3201-4101. “Para aqueles que já são doadores de sangue ou querem doar pela primeira vez, esta também é uma boa oportunidade, já que não existe tanta demanda, e o atendimento aqui no Hemocentro pode ser até mais rápido”, explicou.

Quem pode doar?

– Pessoas em boas condições de saúde;
– Quem tem entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos, precisam de autorização);
– Pessoas com peso mínimo de 50 kg;
– Quem dormiu pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas;
– Pessoas alimentadas (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here