Líder do PSDB diz que foram “lastimáveis” os cem dias do governo Caiado

0
744

Os primeiros cem dias do governo de Ronaldo Caiado (DEM), que serão completados nesta quarta-feira (10), não tiveram foco nem planejamento. “Foram lastimáveis”, disse em entrevista à Sagres 730 nesta segunda-feira, o líder do PSDB na Assembleia Legislativa, deputado Talles Barreto.

Para ele, o governo tomou decisões erradas, como não pagar dezembro aos servidores do Executivo; fez declarações reprováveis, como a sugestão para prefeitos serem avalistas dos funcionários com salário em atraso em supermercados e farmácias; nem conseguiu nomear diretores da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra). “É um governo perdido, sem ações consistentes”.

Por meio do advogado Aurelino Ivo Dias, Talles Barreto propôs mandado de segurança no Tribunal de Justiça contra o presidente da Assembleia, Lissauer Vieira (PSB). Talles alega abuso de poder de Lissauer por ter se recusado a substituir Diego Sorgato (PSDB) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Sorgato foi indicado para representar o PSDB na comissão, mas na semana passada confirmou que fará parte da base aliada de Caiado. Os tucanos querem a vaga de volta. A ação foi distribuída para o desembargador, Jairo Ferreira Júnior.

Às voltas com a renovação do diretório regional do PSDB, marcada para maio, o deputado afirma que o partido em Goiás precisa mudar. Para ele, Marconi Perillo já deu sua contribuição e sua época passou. O novo PSDB tem de seguir em frente sem o ex-governador. Talles é um dos pré-candidatos a presidente do diretório regional. Além dele, disputam o comando do partido o ex-deputado Jardel Sebba e o prefeito de Goianira, Carlão da Fox.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here