Fundo de investimentos para o transporte coletivo é discutido em audiência pública na Assembleia

0
502
Foto: Reprodução

A criação de um fundo para subsidiar investimentos em melhorias no transporte coletivo da Região Metropolitana de Goiânia foi discutida em audiência pública realizada na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), na tarde desta quarta-feira (10). Proposta por Alysson Lima (PRB), representante da Alego na Câmara Deliberativa de Transportes Coletivos (CDTC), a audiência foi presidida por Thiago Albernaz (SD) e contou com representantes das empresas do consórcio, prefeitos e vereadores dos municípios que compõem a Região Metropolitana.

“Até hoje quem pagou a conta do transporte coletivo foi o usuário. Precisamos criar um fundo de investimentos para melhorias no transporte, e que isso venha a ser deduzido dos cofres públicos, tanto municipais quanto estadual. No mundo inteiro é assim, não há porque a Região Metropolitana se furtar dessa responsabilidade”, afirmou Thiago Albernaz.

Segundo ele, é preciso que o Poder Público seja mais responsável com a problemática e com o atendimento a uma necessidade da população. O deputado estadual voltou a defender também a criação de um fórum permanente para monitoria de qualidade dos serviços, antes mesmo de se avaliar aumento na tarifa.

“Assim como temos concessão da energia elétrica, saneamento e outros serviços, o transporte também é uma concessão e uma responsabilidade dos governos do Estado e dos municípios. É preciso que os entes públicos, empresas e representantes da sociedade organizadas assumam seu papel. E, claro, precisamos criar algo permanente e que seja duradouro, uma política de transporte coletivo”, pontuou.

Além das melhorias, Albernaz apresentou ainda proposta de ampliação de linhas para atender os municípios de Caturaí e Santa Bárbara. Ficou decidido que essas demandas estarão em pauta na próxima reunião da Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here