Nestlé premia escola municipal por projeto Agrofloresta e circo

0
288
Foto: Divulgação

A escola municipal Professora Marília Carneiro Azevedo Dias é uma das 10 vencedoras do prêmio Crianças Mais Saudáveis, da Nestlé, com o projeto “Agrofloresta e circo – A arte de viver de maneira saudável”. A cerimônia de premiação aconteceu em São Paulo, nos dias 05 e 06 de junho. A unidade foi representada pelo professor idealizador Sérgio Herculano da Silva Júnior e a diretora Marli Fátima da Silva. Além de receber a premiação, os dois participaram de um programa de formação oferecido pela empresa.

O prêmio de R$ 35 mil será repassado à escola em forma de materiais e serviços para subsidiar o desenvolvimento do projeto. Uma equipe da Nestlé também fará, ao longo do ano, um acompanhamento presencial e à distância para avaliar a aplicação destes recursos. A iniciativa atende 280 alunos, sob a orientação do grupo gestor e conselho escolar, envolvendo o coletivo de profissionais da escola, pais e vizinhos. O projeto premiado envolve dois fatores, alimentação e exercícios físicos, e conta, ainda, com a participação da professora Thaís Monteiro Atanásio.

Na parte agroflorestal, é feito o consórcio de árvores, hortifrúti e cultivo de mudas em berçário destinadas à produção da horta. Alguns itens colhidos, como alface, cheiro verde, jiló, mandioca, milho, couve, rúcula e acelga, são oferecidos na merenda escolar. Além disso, algumas das mudas também são doadas à comunidade escolar em datas comemorativas.

No mesmo projeto, foi realizado o mapeamento dos educandos da escola que têm o hábito de alimentar-se com produtos industrializados. O objetivo é conscientizá-los e sensibilizá-los sobre a importância da alimentação à base de produtos naturais. Outra parte da ação é a prática diária de cuidados, como regar, transplantar, tirar matinhos da horta pelos próprios alunos. Trata-se de um exercício de paciência e perseverança até que a natureza transforme as pequenas sementes em verduras e legumes viçosos e coloridos.

O mundo circense é introduzido pelos professores em um trabalho interdisciplinar que envolve o estímulo aos hábitos da alimentação saudável e atividades físicas. A prática tem por finalidade trabalhar, de maneira lúdica e prazerosa, as diferentes habilidades motoras que o circo pode proporcionar nas aulas de educação física. Nisto, são abordados diferentes elementos da ginástica, a exemplo da força, coordenação motora, equilíbrio, velocidade e concentração.

Assim, são incluídos exercícios de malabares (usando bolinhas de tênis), equilíbrio de bastão (com cabos de vassoura), rola-rola (com tábuas e canos cilíndricos) e ginástica solo. Segundo o professor Sérgio, “as atividades físicas realizadas com regularidade trazem benefícios e ajudam a evitar diversos problemas de saúde”. Ele conclui ao destacar a importância “de desenvolver essa prática com os alunos, tornando hábito cotidiano para toda a vida”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here